Portal Making Of

Barco de Dom e Bruno é achado com sacos de areia

A Polícia Civil informou que embarcação na qual viajavam o indigenista Bruno Pereira e o jornalista inglês Dom Phillips foi encontrada no Rio do Itacoaí, nas proximidades da comunidade de Cachoeira na noite dde ontem, 19.

Segundo reportagem do G1, o local foi indicado por Jeferson da Silva Lima, o “Pelado da Dinha”, preso no sábado, 18. Ele é um dos oito suspeitos de ter assassinado Bruno e Dom — três deles já foram presos durante as investigações sobre o caso.

A lancha foi localizada a cerca de 20 metros de profundidade, emborcada com seis sacos de areia para dificultar a flutuação, a uma distância de 30 metros da margem direita do rio.

A Polícia Federal (PF) disse que a embarcação será submetida, nos próximos dias, aos exames periciais necessários para tentar entender como o assassinato de fato ocorreu.

No sábado, 18, a PF concluiu a análise da causa da morte do indigenista Bruno Pereira e do jornalista britânico Dom Phillips. Em nota divulgada, a PF informou que Bruno Pereira foi morto com dois tiros na região abdominal e torácica e um na cabeça.

Dom Phillips levou um tiro no abdômen/tórax. A munição usada no assassinato foi típica de caça. Dom Phillips, que era colaborador do jornal britânico The Guardian, e Bruno Pereira, servidor licenciado da Fundação Nacional do Índio (Funai), foram vistos pela última no dia 5 de junho, na região da reserva indígena do Vale do Javari. Com informações da Agência Brasil.

Os colunistas são responsáveis por seu conteúdo e o texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal Making of.