Portal Making Of

Bolsonaro nega abuso no 7 de Setembro

Durante live semanal, ontem, 8, o presidente Jair Bolsonaro negou que tenha havido uso político das comemorações do bicentenário da Independência no 7 de Setembro. Partidos de oposição viram abuso de poder político e econômico do candidato à reeleição nos atos de quarta-feira, 7.

“Acusam de abuso de poder? Acabou o evento em Brasília, o que aconteceu? Tirei a faixa presidencial e fui para ‘dentro do povo’. Peguei um carro de som e usei da palavra uns 10, 12 minutos, a primeira-dama [Michelle Bolsonaro] também, e o povo vibrou”, disse Bolsonaro.

“Com a simplicidade da gente, com a verdade, aquilo que a gente vem falando há muito tempo. O povo esta cada vez mais consciente do que é o Poder Executivo, Legislativo, Judiciário…. eles [apoiadores] participam ativamente”, afirmou o presidente da República.

“Abuso de poder? Eu fui para ‘dentro do povo’. Subi em um carro lá. Duvido se chegasse outro candidato, Lula, se deixariam subir. Não deixariam. Eles poderiam ter arranjado um carro de som para eles. Mas eles sempre pensaram no povo apenas na época de eleição. O povo agora está esperto, está tendo conhecimento”, acrescentou.

Bolsonaro também negou que tenha feito ameaças ou cometido machismo. Ele reclamou de manchetes de jornais, como do jornal Folha de S.Paulo, que disse que “Bolsonaro captura o 7 de Setembro com comícios, machismo e ameaças repetidas”.

“Que que eu ameacei, meu Deus do céu? Meus dois pronunciamentos, os dois juntos, acho que não passei de 30 minutos. Qual foi a ameaça? Falei o nome de algum ministro do Supremo? Falei em TSE?”, questionou.

“Machismo, meu Deus do céu? [Qual foi o] Machismo que aconteceu aqui em Brasília: Cuiabano, que é um animador de rodeios no Brasil, me dou muito bem com ele, falou lá que presidente é imbrochável, mas devia ter falado que, apesar dos ataques, das pancadas que a gente leva 24 horas por dia, de maldade, quis dizer que eu sou imbrochável porque eu resisto. Não vou dar pra trás, vou reagir, como temos reagido a tudo isso”, afirmou na live.

Os colunistas são responsáveis por seu conteúdo e o texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal Making of.