28.3 C
fpolis
28.1 C
fpolis
quarta-feira, 31 janeiro, 2024

Florianópolis tem público de 1,5 milhão de foliões no Carnaval de 2023

foto/divulgação: Pedro Perez/PMF
Últimas notícias
Nesta quarta-feira de Cinzas, 22 de fevereiro, o prefeito Topázio Neto, junto a autoridades da Polícia Militar, Polícia Civil e secretariado da Prefeitura, apresentou os números registrados durante o Carnaval em diversos quesitos nos dias das festividades, realizadas do dia 10 a 21 de fevereiro.
Com mais de 400 horas de eventos, divididas entre os 11 dias de festas que ocorreram em todas as regiões de Florianópolis, o município contou com mais de 1,5 milhões de pessoas.  O desfile das escolas de samba do grupo especial na Passarela do Samba Nego Quirido e a apuração das notas da competição, registraram em médias 50 mil pessoas nas arquibancadas, camarotes, frisas e pista.
Já a rede hoteleira registrou de 90% a 100% de ocupação em hotéis e pousadas das praias florianopolitanas e 80% na região central da cidade.

Em relação a limpeza, foram coletadas 207 toneladas de resíduos das festas, 30% mais do que em 2020. Com operação integrada entre limpeza e coleta, pela primeira vez, o Carnaval de Floripa destinou 120 toneladas de materiais recicláveis para a coleta seletiva. São cerca de 92 mil latinhas e vidro equivalente a 600 mil garrafinhas long neck que vão voltar para a indústria.

A Secretaria Municipal de Limpeza e Manutenção Urbana mobilizou mais de 400 pessoas para o Carnaval. Até 200 garis de limpeza e coleta atuaram por dia no Centro da Cidade e cada regional movimentou seu contingente para atender os blocos.
Sobre a segurança pública, o Prefeito Topázio, junto com o comandante Araújo Gomes, que está à frente da Secretaria de Segurança e Ordem Pública, relataram que durante os dias de folia, todos os agentes da Guarda Municipal trabalharam 24 horas por dia, dando apoio aos blocos e eventos em todas as regiões da cidade.
Além de terem feito a fiscalização dos pontos de concentração com 59 fiscais e auxiliares, 150 seguranças privados foram alocados em postos de revista e barreiras possibilitando assim que fossem revistados mais de 150 mil pessoas nos pontos de acesso.
Segundo a prefeitura, não foram registrados lesões corporais provocadas com cacos de vidro, brigas generalizadas, homicídios e latrocínios, porte de armas de fogo e armas brancas nas áreas dos eventos monitorados, e brigas e depredação de ônibus e terminais de ônibus.
Mais notícias para você
Últimas notícias

Band é condenada em R$ 4,7 milhões por desabafo de Datena no Brasil Urgente

A Justiça paulista impôs uma multa de R$ 4,7 milhões à TV Bandeirantes devido ao não cumprimento de uma...
.td-module-meta-info { font-family: 'Open Sans','Open Sans Regular',sans-serif; font-size: 14px !important; margin-bottom: 7px; line-height: 1; min-height: 17px; } .td-post-author-name { font-size: 14px !important; font-weight: 700; display: inline-block; position: relative; top: 2px; }