Portal Making Of

Globo renova investimentos em podcasts, lança novos títulos e amplia distribuição

Reconhecida por sucessos como o podcast diário de notícias “O Assunto” e por projetos originais como “Pico dos Marins: o Caso do Escoteiro Marco Aurélio”, a Globo ampliará a distribuição do formato em redes sociais e plataformas de vídeos como YouTube e TikTok.

“Essa novidade aproxima o universo do áudio com o mundo das redes sociais e plataformas de vídeo. Cada vez mais, vemos podcasts se tornando plataforma de influência digital e dominando conversas nesses ambientes. Hoje, podcast é áudio, é social, é vídeo. Não existem mais fronteiras entre esses mundos. Isso é bom para os consumidores e para marcas que querem fazer parte dessa rotina de consumo”, revela Eliseu Barreira, Head de Gestão de Portfólio de Produtos Digitais e Canais Pagos na Globo.

“Nossos resultados mostram que o áudio é um excelente formato de conexão entre as pessoas e a publicidade. É uma ótima oportunidade para as marcas estarem associadas a conteúdos que são de alto interesse e engajamento dos usuários. Aqui na Globo, estamos constantemente atentos à evolução da jornada dos usuários e trabalhando em entregas comerciais cada vez mais integradas em formatos de vídeo, display e também em áudio para sermos ainda mais eficientes e parceiros das marcas no enfrentamento dos seus desafios de negócio”, analisa Valéria Soska, diretora comercial da Globo.

A distribuição dos podcasts Globo em plataformas de vídeo começa oficialmente em 12 de dezembro com a publicação de “O Assunto”. Ainda em dezembro, também chegará ao YouTube o podcast “Rivaldo Confidencial”, cujos episódios estarão disponíveis no canal do ge. Esse movimento de lançamento de podcasts Globo será contínuo, incluirá a publicação de trechos de podcasts no TikTok e evoluirá para o lançamento de videocasts inéditos em 2023.

“Essa estratégia segue de forma paralela à distribuição bem-sucedida de nossos títulos no Globoplay, no g1, no ge e no gshow, além das demais plataformas de áudio em que já atuamos. Ao ampliar o alcance do formato em novos ambientes, permitimos que o ouvinte siga com o consumo dos nossos podcasts onde, como e quando quiser, independentemente do lugar”, explica Eliseu Barreira. “No Globoplay, o usuário encontra o catálogo completo de podcasts da Globo; no g1, ge e gshow, ele descobre conteúdos em áudio enquanto navega por nossas reportagens; nas plataformas de áudio, possui a comodidade de ouvir músicas e podcasts em um mesmo lugar; nas redes sociais e plataformas de vídeo, o consumidor interage com os podcasts que são os assuntos do momento”.

Em 2023, a Globo seguirá investindo no catálogo. Entre os lançamentos estão:  l“O Último Recurso” – estrelado por Débora Falabella, Juan Paiva, Junior Melo, Abrãao de Santana e Matheus Silva, com participação especial de Leandro Firmino, Alex Nader e Eduardo Moscovis; “Projeto Humanos”, de Ivan Mizanzuk, com o “Caso Leandro Bossi”; e dois podcasts assinados por Emicida: um que contará a história da luta antirracista através do Samba e outro sobre histórias infantis.

No próximo ano, a Globo também seguirá com a parceria bem-sucedida com a B9, trazendo uma nova temporada do “Crônicas de um Cuidado”, apresentado por Cris Bartis e produzido por Ju Wallauer. Outras novidades são o “De Raspar o Tacho”, primeiro título gastronômico produzido em conjunto com o Receitas.com; “Todos os Caminhos”, com a presença do padre Júlio Lancellotti e que reúne representantes e pontos de vista de variadas religiões; os esportivos “Campo dos Sonhos” e “Como Nascem os Grandes”; “Sereno”, no território de bem-estar e meditação; além de novas temporadas do “Posso Mandar Áudio?”, apresentado por Dani Calabresa, e “Choque de Cultura”, produzido pelo Canal Brasil.

“Todas essas novidades endossam a relevância do mercado de podcasts para a Globo. Vemos um enorme potencial na expansão de nossa audiência, acompanhando os hábitos de consumo, pautando tendências e nos transformando com elas. Essas novidades oferecem inúmeras possibilidades para consumidores e marcas”, conclui Eliseu Barreira.

Compartilhe esses posts nas redes sociais:

Mudar para transformar

Por Irene Hahn*   Assim como na vida pessoal, também nas atividades corporativas resistimos à mudança, desde adaptações no dia a dia até períodos de

Leia mais

Mudar para transformar

Por Irene Hahn*   Assim como na vida pessoal, também nas atividades corporativas resistimos à mudança, desde adaptações no dia a dia até períodos de