Portal Making Of

Paulão do Vôlei será a mais nova vítima das demissões que não se confirmam no Governo do Estado?

Por iniciativa do deputado Fernando Krelling (MDB), a Comissão de Esporte e Lazer da Assembleia Legislativa realizou na última quarta-feira, 29, uma audiência pública para discutir a decisão do presidente da Fesporte, Paulão, do cancelamento do calendário esportivo de 2023, como o Jasc e o Parajasc.

Estavam na mesa de autoridades os deputados estaduais Fernando Krelling, Mário Motta (PSD), Carlos Humberto Metzner (PL), o secretário de Defesa Civil, Coronel Armando e o presidente da Fesporte, Paulão do Vôlei.

Segundo Paulão, várias consultas foram feitas à Defesa Civil e à Secretaria de Infraestrutura.  “Foi uma das decisões mais difíceis que eu tomei como ex-atleta. Sempre ouvimos atletas e dirigentes do esporte, porém o aviso de pontos perigosos nas rodovias e as recomendações da Defesa Civil fizeram com que pensássemos na segurança e integralidade dos atletas”.

Já o deputado Fernando Krelling afirmou que o objetivo é buscar um caminho para outras competições, como o Moleque Bom de Bola e Dança Catarina. “Outras competições esportivas estão ocorrendo neste momento, a causa do esporte é maior. Não se justifica essa decisão. Dirigentes de Itajaí me disseram que estão de portas abertas para sediar o Parajasc”.

No final da reunião, Paulão se aproximou de Krelling e, de forma mais ríspida, chamou o deputado de “babaca”. O deputado Mário Motta foi quem separou os dois e tudo acabou por ali mesmo.

Mas toda essa confusão se estendeu para os corredores da morte do Centro Administrativo e da Assembleia do Estado. Obviamente que o governador Jorginho Mello não gostou e chegou até a pedir desculpa para o deputado emedebista e disse que iria conversar com Paulão.

Mas o pessoal do corredor já saiu dizendo que a situação do presidente da Fesporte está insustentável e que a sua demissão é questão de horas. Já definiram até o substituto, que seria o educador físico Milton Cunha Junior, que já administrou a Fesporte no governo de Raimundo Colombo (PSD).

Se tudo isso é verdade ou não, só o tempo vai dizer, mas é fato que, mais uma vez, tem gente aproveitando o fato para tentar dar a chamada rasteira no campeão olímpico Paulão.

Entre os deputados estaduais, a nota assinada pelo presidente do legislativo, Mauro de Nadal, foi providencial para marcar o território e todos se solidarizaram com Fernando Krelling.

Mas que tem gente de olho nesse cargo para tentar emplacar um dos seus, a isso tem, e se Jorginho Mello não identificar quem está aumentando os fatos dentro do seu governo, em algum momento vai acabar tendo que dar o braço a torcer.

Os colunistas são responsáveis por seu conteúdo e o texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal Making of.