24.1 C
fpolis
25.6 C
fpolis
sexta-feira, 2 fevereiro, 2024

PayPal demitirá mais de 2 mil funcionários para se reorganizar

Foto: Reprodução
Últimas notícias

O PayPal afirma que cortará outros 2.500 empregos, ou 9% de sua força de trabalho global, um ano depois de tomar uma medida semelhante. O CEO Alex Chriss disse à equipe que a decisão foi tomada para dimensionar corretamente a empresa, por meio de reduções diretas e eliminação de vagas em aberto. Os funcionários afetados serão notificados até o final da semana.

A empresa de pagamentos enfrenta concorrência crescente de rivais como Apple, Zelle e Block. Chriss foi contratado da empresa de software Intuit no ano passado para ajudar a recuperar o PayPal. Os investidores esperavam que ele conseguisse reanimar o preço das ações da empresa, que caiu mais de 20% nos últimos 12 meses.

Em novembro, o PayPal reportou os primeiros lucros sob a gestão do seu novo chefe, o que superou as expectativas dos analistas, dando aos investidores alguma esperança de que a sua recuperação estava em curso. Na semana passada, a empresa lançou novos produtos baseados em inteligência artificial, bem como um recurso de checkout com um clique.

Os últimos cortes de empregos se assemelha a dezenas de milhares de demissões por parte de outros gigantes da tecnologia nos últimos meses. Mais de 260 mil empregos foram perdidos no setor no ano passado, de acordo com o site Layoffs.fyi , que acompanha os cortes de empregos na indústria de tecnologia.

Apenas no último mês, quase 100 empresas de tecnologia, incluindo Meta, Amazon, Microsoft, Google, TikTok e Salesforce, anunciaram um total de 25.000 cortes de empregos. Esta semana, a Block, liderada pelo cofundador do Twitter, Jack Dorsey, começou a cortar empregos como parte de sua meta de reduzir sua força de trabalho em 1.000 até o final do ano.

No ano passado, os executivos atribuíram a perda de empregos à onda de contratações pandémica e à inflação elevada, que resultou numa fraca procura dos consumidores. No entanto, alguns trabalhadores da indústria tecnológica estão reagindo. No início deste mês, um sindicato que representa os trabalhadores do Google disse que as demissões eram desnecessárias, levando em conta os bilhões de dólares ganhos por ano.

 

*As informações são do Portal Adnews

 

Mais notícias para você
Últimas notícias

Na CazéTV, Corinthians x São Paulo supera audiência da final da Copa do Mundo 2022

Na noite de terça-feira, o Corinthians perdeu a invencibilidade para o São Paulo na Neo Química Arena. Fora das quatro linhas, o jogo...
.td-module-meta-info { font-family: 'Open Sans','Open Sans Regular',sans-serif; font-size: 14px !important; margin-bottom: 7px; line-height: 1; min-height: 17px; } .td-post-author-name { font-size: 14px !important; font-weight: 700; display: inline-block; position: relative; top: 2px; }