Portal Making Of

Porta dos Fundos exploram diferentes formatos de publicação em nova estratégia editorial

Em um ano em que o Porta dos Fundos anunciou o novo CEO e iniciou uma parceria de licenciamento de esquetes no Mercado Play, o grupo encerra 2023 com uma nova estratégia editorial focada em seus canais (YouTubeInstagramKwaiX e Facebook). A partir de novembro, novos formatos de vídeos serão veiculados, com foco em uma nova programação que inclui o “Porta News“, fonte de notícias duvidosas, e o “Fala, Povo”, com perguntas inspiradas em materiais do Porta para o público.

Às quintas-feira, a grade de programação ficará livre para novos formatos. Na semana passada, foi divulgado o “73 perguntas“, vídeo inspirado na Vogue, que entrevista artistas em suas casas.

Dentro da nova estratégia editorial, o Porta ainda pretende divulgar um quadro com o personagem Peçanha (Antonio Tabet) e um sobre o Natal.

Confira abaixo mais detalhes sobre os novos projetos:

Porta News

Em um formato 100% inédito, e nunca feito antes por nenhum outro grupo de humor em qualquer lugar do mundo, o Porta dos Fundos apresenta o Jornal do Porta, sua fonte de notícias totalmente duvidosa e nada confiável. Assim como tudo que se vê na internet. O Porta News será veiculado nas redes do Porta e contará com duas notícias exclusivas exibidas às quintas e sábados, no Kwai.

 

Fala Povo

Dizem que o povo brasileiro é só entrevistado em desgraça. Mas não no “Fala, Povo”. Nesse quadro, criado especialmente para o Kwai, talentos do Porta fazem perguntas inusitadas inspiradas em vídeos do grupo para cidadãos comuns, transformando em dilemas morais e pegadinhas. O programa será exibido toda segunda-feira.

Nos próximos meses, as esquetes tradicionais serão publicadas exclusivamente no Mercado Play, plataforma de conteúdos gratuitos do Mercado Livre. Para acessar os vídeos, não é necessário criar uma nova conta ou pagar uma assinatura: os usuários podem desfrutar de todo o conteúdo audiovisual disponível diretamente pelo app ou pelo site do Mercado Livre.

Os colunistas são responsáveis por seu conteúdo e o texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal Making of.