Portal Making Of

Prêmio Floripa Faz Bem anuncia os finalistas da segunda edição

Foto: Arte/NSC

O projeto Floripa Faz Bem, promovido pela NSC para reconhecer o trabalho e as ações de cidadãos que fazem a diferença na capital de Santa Catarina, anunciou ontem, 3, os finalistas da segunda edição. As indicações de projetos e entidades foram abertas em março deste ano, com mais de 350 participações.

Os finalistas foram definidos após as indicações do público e selecionados por uma comissão interna. Foram definidos os três finalistas para cada uma das cinco categorias: cultura, esporte, educação, meio ambiente e manezinho/manezinha do ano.

Através do Movimento Floripa Faz Bem, a NSC pretende contar com a ampla participação popular para dar voz a iniciativas e ações que transformam a cidade. As votações já estão ocorrendo no site G1.com.br/sc e para marcar a data, reportagens para mostrar todos os projetos estão sendo exibidas no Jornal do Almoço.

 

Conheça os finalistas de cada categoria:

Atleta e instrutora de esportes Karol Meyer: representou Florianópolis e o Brasil no universo dos esportes, e foi oito vezes campeã mundial em diferentes mobilidades, na prática do mergulho livre. Hoje, compartilha sua experiência com alunos de mergulho e ensina os benefícios da respiração correta por todo o mundo.

MC Dani do Monte Cristo:  é responsável por uma escolinha de futebol para jovens de baixa renda. Através do esporte, ele impulsiona mudanças na vida dos atletas, além de contribuir para o desenvolvimento de cidadania e novas habilidades motoras e psíquicas.

Pedal Menina Solta: grupo de pedal que incentiva mulheres iniciantes a pedalar, além de permitir que elas se sintam pertencentes a uma comunidade. É um grupo bem ativo, que realiza diversos passeios no Sul da Ilha.

 

Cultura

Ana Cristina (Ninha): a dançarina de 47 anos iniciou sua trajetória na dança ainda criança e, na vida adulta, deu início a um projeto que transformou a vida de diversas pessoas na comunidade do Maciço do Morro da Cruz: o grupo de dança afro MITOS. Com quase 30 anos, o projeto contribuiu para que diversas crianças periféricas encontrassem oportunidades. Além da dança, a ação realiza a entrega de alimentos para quem mais precisa.

Rolê da Mariquinha: nasceu em 2021 para trazer turismo para a comunidade da Mariquinha, transformando-a na primeira comunidade a receber turistas para conhecer a maior galeria de arte a céu aberto do sul do Brasil. Mais de dois mil turistas já conheceram a realidade dos moradores que ali habitam.

Rolê da Mariquinha: nasceu em 2021 para trazer turismo para a comunidade da Mariquinha, transformando-a na primeira comunidade a receber turistas para conhecer a maior galeria de arte a céu aberto do sul do Brasil. Mais de dois mil turistas já conheceram a realidade dos moradores que ali habitam.

 

Educação

PVC- Pré-vestibular Comunitário: o projeto faz parte do Instituto Educação Jovem Popular e é 100% gratuito. Feito por professores voluntários, oferece ensino preparatório a jovens e adultos em vulnerabilidade social para ingressar à Universidade.

Cultura da Pesca Artesanal – Compartilhando Saberes: Atende crianças e adolescentes com oficinas para educar sobre uma das culturas mais importantes do litoral catarinense, a pesca artesanal, contribuindo para o fortalecimento e perpetuidade dessa prática milenar.

Grupo Conecta 60+: grupo de voluntárias que se reúne todas as sextas-feiras no Sesc do Estreito para a confecção de peças feitas de crochê e tricô, entregues em casas e instituições da grande Florianópolis. O grupo trabalha o ano todo arrecadando lãs e linhas para confecção de mantas, sapatos, toucas, cachecóis, polainas e outros, para aquecer o inverno de idosos em casas de longa permanência.

 

Meio ambiente

Sereias Pérola e Cristal – levam o meio ambiente para o mundo das escolas através de apresentações ao público infantil, caracterizadas como sereias.

Projeto Repescar: retira redes-fantasmas do mar e as transforma em produtos comerciais. O projeto atua nas praias de Ingleses e Santinho, com ajuda de pescadores e mergulhadores, e transforma os itens em bolsas com a ajuda das crocheteiras e rendeiras de Bilro da região.

Conselho Comunitário Costa de Dentro:  sistema de abastecimento de água voluntário e sustentável que atua para exigir o atendimento dos interesses da comunidade junto ao poder público.

 

Manezinho/manezinha da Ilha

Josué Costa: 78 anos, fez parte da equipe que implantou o SUS em Florianópolis, criou e administrou o primeiro Fundo Municipal da Saúde e administrou a Associação Pró Vida por 12 anos. Entre os anos 60, 70 e 80, foi contrabaixista dos Grupos Musicais Os Gatos, Som Sete, Os Modernos, The Kings e Grupo da Amizade. Como compositor, participou de todos os Concursos de Marchinhas e Marchas Ranchos promovidos pela prefeitura – hoje tem 39 Troféus.

Papai Noel de SC: ex-motorista de ônibus do aeroporto e hoje motorista de caminhão, o manezinho José Ricardo Steffen é há 22 anos o Papai Noel do Sul da Ilha. Promove, durante o ano, arrecadações para, no fim do ano, levar alegria ao Natal, sobretudo para quem não tem esse privilégio. Com o trabalho voluntário, ele distribui mais de 3 mil brinquedos pelas ruas da cidade em três dias próximos ao Natal. É o Papai Noel Voluntário do Hospital Infantil e também está envolvido em outras ações sociais, como distribuição de cestas básicas, doação de roupas e calçados, aquisição de medicamentos e outros.

Maria da Glória Viana Soares: mais conhecida como Glorinha da Renda, tem um projeto que ensina renda de bilro na Associação do Bairro de Sambaqui. O trabalho é voluntário e atende crianças e adultos.

Compartilhe esses posts nas redes sociais:

Destaques da semana no Portal Making Of

Selecionamos aqui os destaques da semana na Making Of. Confira abaixo uma pequena descrição de cada uma e o link para você acessá-la.   Claiton

Leia mais

Destaques da semana no Portal Making Of

Selecionamos aqui os destaques da semana na Making Of. Confira abaixo uma pequena descrição de cada uma e o link para você acessá-la.   Claiton