Portal Making Of

SC deve ter inverno com chuvas abaixo da média e temperaturas mais altas

Foto: Arquivo/Secom

A Secretaria de Estado da Proteção e Defesa Civil de Santa Catarina (SDC) divulgou ontem, 29, a previsão climática para o próximo trimestre: junho, julho e agosto de 2024. O período será marcado pelo inverno no Hemisfério Sul, tendo início em 20 de junho e final em 22 de setembro.

De acordo com o Monitoramento e Alerta da SDC, durante a estação, o El Niño estará em neutralidade e a temporada tende a ser menos chuvosa e com temperaturas acima da média, ou seja, é esperado um inverno mais ameno, mas isso não exclui a chance de episódios de frio intenso, com ocorrência de geadas e precipitação invernal. Partindo para o final do inverno e início da primavera, o período de neutralidade deve evoluir para uma La Niña.

“A transição da neutralidade para a La Niña ocorre de maneira lenta e, assim, ao longo do mês de junho, são esperadas chuvas dentro a acima da média nas áreas litorâneas, e abaixo da média entre o Grande Oeste e os planaltos. Apesar disso, não se pode excluir a passagem de sistemas meteorológicos, como ciclones e frentes frias, que favoreçam eventos de chuva volumosa em Santa Catarina”, explicam os técnicos da equipe de Monitoramento.

 

Climatologia

O trimestre de junho, julho e agosto marca a transição do outono para o inverno no Hemisfério Sul. Conforme o ponto de vista climatológico, neste trimestre, a chuva é provocada pela maior passagem de frentes frias e atuação de ciclones extratropicais, que também podem provocar agitação marítima e ressaca.

Nessa época do ano os temporais ocorrem com menos frequência e dão origem a ventos fortes e granizo. Segundo a climatologia, em Santa Catarina, a chuva média nesses meses é a menor do ano, sobretudo nas áreas litorâneas, Vale do Itajaí e região Norte, com valores mensais variando de 90 mm a 130 mm. Já nas cidades do Grande Oeste e Planalto Sul, a precipitação oscila de 110 mm a 180 mm.

Nestes meses também são frequentes entradas de massas de ar frio, provocando quedas significativas nas temperaturas além da condição de amplitude térmica (com manhãs mais frias e temperaturas amenas nas tardes), o que resulta em tempo mais seco. Além disso, são comuns episódios de veranicos, onde são observados dias consecutivos de temperaturas acima da média.

Compartilhe esses posts nas redes sociais:

Destaques da semana no Portal Making Of

Selecionamos aqui os destaques da semana na Making Of. Confira abaixo uma pequena descrição de cada uma e o link para você acessá-la.   Claiton

Leia mais

Destaques da semana no Portal Making Of

Selecionamos aqui os destaques da semana na Making Of. Confira abaixo uma pequena descrição de cada uma e o link para você acessá-la.   Claiton