Portal Making Of

Secretaria de Saúde amplia horário de atendimento do Centro de Referência para Dengue

Foto: Leonardo Sousa/PMF

Desde a última segunda-feira, 15, o Centro de Referência para Dengue (CRD) em Florianópolis está com o horário de funcionamento estendido.

Agora, o CRD estará aberto das 7h às 22h, com acréscimo de três horas no horário de funcionamento. A medida foi adotada em função do aumento no número de casos suspeitos, a fim de proporcionar melhor acolhimento à população. A estrutura está localizada no terceiro andar da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Norte, em Canasvieiras.

“Constantemente, a Secretaria de Saúde avalia e monitora o cenário epidemiológico para a tomada de novas decisões. Nosso plano de contingência, estabelecido desde dezembro, agora avança para uma nova fase. Com o registro de mais casos suspeitos na região norte, que atualmente apresenta o pior cenário, decidimos reforçar as equipes com mais seis profissionais e estender o horário de funcionamento. No primeiro mês de funcionamento, mais de 1.400 pessoas foram atendidas no local”, declara a enfermeira responsável pelo CRD, Júlia Maria.

O Centro de Referência para a Dengue atende exclusivamente casos suspeitos da doença. No local, é possível realizar avaliação clínica, testagem e coleta de exames laboratoriais, além da assistência em saúde, inclusive com hidratação venosa para os pacientes. A estratégia tem o objetivo principal de não sobrecarregar as demais unidades de saúde, ampliando a capacidade de atendimento, estrutural e profissionalmente, sendo mais uma opção para a comunidade.

A orientação é que a população busque a unidade de saúde mais próxima ou ligue no Alô Saúde Floripa (0800 333 3233) e realize hidratação aos primeiros sintomas de dengue. Até ontem, 3.693 casos de dengue foram confirmados no município em 2024.

 

 

*As informações são da Prefeitura Municipal de Florianópolis

 

Compartilhe esses posts nas redes sociais:

Não aguenta? Bebe leite.

Um inglês está utilizando uma matéria prima inusitada para fabricação de vodka: leite. A Black Cow é criação do fazendeiro Jason Barber, que mora em

Projetos de luxo em Florianópolis

Daniel Dimas, CEO da Dimas Construções (esq), Georgia Subtil, analista de arquitetura da empresa,, e Gabriel Freire, diretor Comercial e de Incorporações da Dimas Construções

Leia mais

Não aguenta? Bebe leite.

Um inglês está utilizando uma matéria prima inusitada para fabricação de vodka: leite. A Black Cow é criação do fazendeiro Jason Barber, que mora em

Projetos de luxo em Florianópolis

Daniel Dimas, CEO da Dimas Construções (esq), Georgia Subtil, analista de arquitetura da empresa,, e Gabriel Freire, diretor Comercial e de Incorporações da Dimas Construções