26.8 C
fpolis
26.8 C
fpolis
quarta-feira, 31 janeiro, 2024

Waldez Góes orienta prefeitos e diz que já liberou R$ 20 milhões para Santa Catarina

Últimas notícias

Durante o sábado, 25, o ministro da Integração e Desenvolvimento Regional do governo Lula, Waldez Góes (PDT), visitou o Alto Vale do Itajaí e esteve em Trombudo Central e Rio do Sul para conversar com os prefeitos dessas cidades.

Junto com o ministro estavam o secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil, Wolnei Wolff, o presidente do Sebrae, Décio Lima (PT), e os deputados federais Pedro Uczai (PT) e Ana Paula Lima (PT).

O objetivo da vinda foi orientar as prefeituras para que tenham o acesso facilitado aos recursos do orçamento federal, prestar contas dos recursos repassados ao Estado e ouvir os prefeitos sobre a prioridade de cada cidade.

A comitiva esteve nas cidades de Trombudo Central e Rio do Sul, onde participaram de uma reunião com o governador Jorginho Mello (PL) que contou também com a presença do secretário da Proteção e Defesa Civil, Coronel Armando (PL), do secretário de Infraestrutura do Estado, Jerry Comper (MDB), do deputado federal Jorge Goetten (PL) e do deputado estadual Oscar Gutz (PL).

Em Trombudo Central, a comitiva foi recebida pela prefeita Geovana Gessner (MDB) e em Rio do Sul, quem recebeu o grupo de políticos foi o prefeito Jose Eduardo Thome (PSD). Nas duas cidades o ministro Waldez Góes detalhou as ações do Governo Federal em Santa Catarina.

Falando em nome do presidente Lula, ele disse que estão assegurados mais R$150 milhões para a recuperação das cidades. Ele reforçou que já no primeiro evento climático, em outubro, o presidente havia emitido uma medida provisória para apoio com ajuda humanitária para o restabelecimento e recuperação das cidades atingidas.

“Já aprovamos para Santa Catarina mais de R$ 80 milhões, já empenhamos R$ 60 milhões e pagamos R$ 20 milhões. E temos mais R$ 90 milhões em planos de trabalho para análise, então não temos dificuldades em termos de recursos orçamentários e financeiros, e a nossa ação vai acontecendo à medida que os planos vão chegando. Estou vindo a Santa Catarina mais uma vez para prestar esses esclarecimentos e para intensificar a força-tarefa do governo federal”, disse Góes.

Já a deputada Ana Paula Lima aproveitou a sua fala para alfinetar o governador Jorginho Mello. Ela disse que “diferente de um pedido de ajuda humanitária, que nunca foi solicitado pelo atual governo catarinense e cuja resposta é mais rápida, o plano de ação para recuperação do que foi danificado é um pouco mais demorado. Mas o presidente Lula já afirmou que não vão faltar recursos para Santa Catarina. O que não podemos é cair nas fake news e alimentar uma divisão que em nada contribui para a solução das dificuldades que o povo catarinense está enfrentando”.

JORGINHO QUER OS R$ 465 MILHÕES

Já o governador Jorginho Mello fez questão de se colocar à disposição dos municípios, lembrar do que já foi entregue e cobrar a ajuda do Governo Federal.

“A gente quer agilidade na análise da documentação enviada para que os prefeitos possam se recuperar, a liberação do Fundo de Garantia. Tem ações que o Governo Federal precisa fazer mais rapidamente, como a prorrogação do financiamento agrícola. O Estado está fazendo a sua parte”, disse o governador.

Ele informou também que na próxima quarta-feira, 29, o Governo do Estado vai repassar recursos para os prefeitos vindo do caixa do Governo de Santa Catarina, do Tribunal de Justiça, Tribunal de Contas e do Ministério Público para que eles comecem a se recuperar.

Na reunião com o ministro Jorginho não perdeu a oportunidade de solicitar o retorno dos recursos investidos em 2022 pelo ex-governador Carlos Moisés (Republicanos) nas rodovias federais que cortam o Estado.

“Também quero ter a oportunidade de pedir ao presidente da República a devolução dos R$ 465 milhões que o estado investiu em obras federais pra eu enviar para os prefeitos. É um dinheiro de Santa Catarina que nós aplicamos em obras federais”, explicou Jorginho Mello.

Avatar photo
Sergio de Oliveira
Jornalista formado pela UniSociesc tem graduação também em Gestão Comercial pela Uniasselvi. Foi dirigente e consultor nas Câmaras de Dirigentes Lojistas (CDL) de Blumenau e Gaspar. Tem experiência em comunicação governamental, com passagem por órgãos públicos de Blumenau. Atua na área de comunicação desde 1993 com passagens por veículos como Rádio Atlântida FM, Rede TV Sul, Rádio Blumenau e Jornal O Município. Já foi produtor, editor e colunista, além de empreender na área de jornalismo digital. Há 14 anos estuda e escreve sobre o cenário político de Santa Catarina, procurando apresentar informações que orientem e ampliem a visão do leitor/internauta. Contato: sergio.redacao@gmail.com
Mais notícias para você
Últimas notícias

Justiça do Trabalho de Florianópolis condena Hang e Havan com multa milionária

Numa decisão de primeira instância e ainda cabendo recurso, a Justiça de Trabalho de Florianópolis condenou a rede de...
.td-module-meta-info { font-family: 'Open Sans','Open Sans Regular',sans-serif; font-size: 14px !important; margin-bottom: 7px; line-height: 1; min-height: 17px; } .td-post-author-name { font-size: 14px !important; font-weight: 700; display: inline-block; position: relative; top: 2px; }