Portal Making Of

A estreia do Tá na Hora do SBT

Foto: Reprodução/SCC SBT

O SBT enfim estreou ontem, 18, os programas de final de tarde chamados “Tá na hora”, o nacional, com Marcão do Povo e Cristina Rocha, e do SCC local com Clayton Ramos e Gabriely Ravasco.

O produzido em São Paulo soou como um “revival” do lendário “Aqui e agora”, com apresentadores agitados e gritões, matérias polêmicas, um sujeito do Paraná batendo com um chinelo na mesa e muita vontade de fazer sensacionalismo.

O “Tá na hora” local, por isso, pareceu melhor do que o que antecedeu, embora alguns momentos ficasse em dúvida se entrava no modelo popularesco, quando na abertura Clayton Ramos agradeceu a família dono do canal e a coordenadora de jornalismo ou quando fez descer do alto uma buzina. Para que mesmo?

Outra ação que ficou sem a devida explicação ou utilidade foi a introdução no estúdio de uma geladeira customizada com o logo do programa. Não deu pra entender o qual a utilidade do eletrodoméstico.

O SCC apostou em quatro matérias ao vivo – número que não é habitual no canal – uma reportagem pré-gravada em Biguaçu e uma produção prévia do própria Clayton sobre o pessoal em situação de rua gravado à noite. Também levou ao estúdio os PMs que ajudaram a encontrar um garoto perdido.

Teve o comentário do jornalista Roberto Azevedo, que entrou na cota do conteúdo relevante. Anunciaram que ele voltaria uma segunda vez, o que não aconteceu provavelmente por falta de tempo.

O programa ainda teve seções dedicada ao esporte – pareceu espaço demais, à comunidade e aos pets.

O “Tá na hora SC” durou mais de uma hora e conseguiu manter o ritmo. O desafio agora é produzir o segundo programa e não vacilar sobre qual é o foco do conteúdo.

Os colunistas são responsáveis por seu conteúdo e o texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal Making of.

Compartilhe esses posts nas redes sociais:

CBN recupera liderança de audiência

Pesquisa Kantar Ibope divulgada hoje, 10, mostra que a CBN recuperou a audiência em jornalismo/esportes que havia perdido para a Jovem Pan. Nos números obtidos

A mídia de joelhos

Os tabloides britânicos, entre eles The Sun e Daily Mail, e dezenas de artistas e influenciadores mundo afora ficaram de joelhos, envergonhados depois do anúncio

A estreia do Tá na Hora do SBT

O SBT enfim estreou ontem, 18, os programas de final de tarde chamados “Tá na hora”, o nacional, com Marcão do Povo e Cristina Rocha,

O que indicam os números do Ibope

As rádios que fazem jornalismo em Florianópolis disputam minuto a minuto a liderança no Kantar Ibope, conforme publicado por este Portal no início da semana

CBN e o fator Roberto Alves

Roberto Alves, aos 83 anos, se prepara para uma justa merecida aposentadoria depois de uma longa e vitoriosa carreira no rádio e na tv. É

Making of se renova aos 16 anos

Entregamos hoje aos leitores o novo design do Portal Making Of, quando chegamos aos 16 anos de atividades no formato “informação e opinião”. A ideia

O sucesso da Raquel incomoda

Raquel Krähenbül, 41 anos, é correspondente da Globo em Washington desde 2006 e ocupa posição de destaque entre os jornalistas que cobrem a Casa Branca.

CBN recupera liderança de audiência

Pesquisa Kantar Ibope divulgada hoje, 10, mostra que a CBN recuperou a audiência em jornalismo/esportes que havia perdido para a Jovem Pan. Nos números obtidos

A mídia de joelhos

Os tabloides britânicos, entre eles The Sun e Daily Mail, e dezenas de artistas e influenciadores mundo afora ficaram de joelhos, envergonhados depois do anúncio

A estreia do Tá na Hora do SBT

O SBT enfim estreou ontem, 18, os programas de final de tarde chamados “Tá na hora”, o nacional, com Marcão do Povo e Cristina Rocha,

O que indicam os números do Ibope

As rádios que fazem jornalismo em Florianópolis disputam minuto a minuto a liderança no Kantar Ibope, conforme publicado por este Portal no início da semana

CBN e o fator Roberto Alves

Roberto Alves, aos 83 anos, se prepara para uma justa merecida aposentadoria depois de uma longa e vitoriosa carreira no rádio e na tv. É

Making of se renova aos 16 anos

Entregamos hoje aos leitores o novo design do Portal Making Of, quando chegamos aos 16 anos de atividades no formato “informação e opinião”. A ideia

O sucesso da Raquel incomoda

Raquel Krähenbül, 41 anos, é correspondente da Globo em Washington desde 2006 e ocupa posição de destaque entre os jornalistas que cobrem a Casa Branca.