21.1 C
fpolis
21.1 C
fpolis
quinta-feira, 1 fevereiro, 2024

A tragédia de cada dia

Foto: Reprodução/Pixabay
Últimas notícias

Para quem costuma se atualizar com os fatos do momento, os últimos dias foram terríveis, com tragédias de grandes dimensões. Ao mesmo tempo, perdia-se o filósofo que se dedicou a celebrar a vida, o italiano Domenico de Masi, autor de “O ócio criativo”. Um cidadão do mundo, que circulou por Santa Catarina inúmeras vezes a convite do ex-governador Luiz Henrique da Silveira.

As tragédias vieram da África, do Marrocos, atingido por um terremoto devastador, mas sobretudo aqui do vizinho Rio Grande do Sul, com inúmeras vidas perdidas e cidades devastadas por um ciclone.

As imagens gaúchas circularam o mundo.

Foto: Reprodução/Redes Sociais

O trabalho da imprensa foi exaustivo durante toda a semana passada e testemunha, desde o primeiro dia, da dor dos que perderam bens materiais, parentes e amigos. Os primeiros repórteres que chegaram às cidades devastadas foram impactados pelos pedidos de ajuda, até por uma garrafa de água.

Nas redações e por trás das câmeras, os jornalistas também choraram de dor. Como relatou o repórter da RBS TV, Cristiano Dalcin, em texto publicado na rede social, quando lembrou as inúmeras coberturas que fez de eventos tristes, como o incêndio da boate Kiss e o cortejo fúnebre das vítimas do acidente da Chapecoense.

Escreveu ele sobre o Vale do Taquari:

“A gente não cria escudo para tragédia. Nem com 20, 30 anos de trabalho…

…o nó na garganta é incômodo, mas não é nada diante da imensa dor que nós, jornalistas, presenciamos. Todo vez que esse nó retorna não tenho vergonha de chorar.”  

 

 

Insensível?

Toda essa dor não comoveu a presidência da república que se mandou para mais uma viagem internacional, sem fins imediatos, tentando remediar depois com o envio de outras autoridades para o Sul.

E como se não bastasse esse sentimento de ausência,  a primeira dama se comportou como uma turista terceiro mundista ao chegar á Índia dançando. Apagou depois do estrago de imagem.

 

 

Monte  Cristo

Foto: Reprodução

E por aqui, o que restou do reservatório da Casan. Só não foi uma tragédia maior, com perda de vidas, por detalhe. A partir de agora, a mídia tem a missão de continuar a cobrar das autoridades a responsabilidade pelo que aconteceu e a punição pública dos responsáveis.

E, ainda mais importante, questionar o futuro da Casan, com a visão das indicações políticas em vez de técnicas. O exemplo está na recente troca de comando quando o governo já tem nove meses. O que o novo presidente tinha a dizer na entrevista de primeira hora do incidente? Muito pouco.

 

 

Previsão

A discussão está voltando: é o serviço de meteorologia brasileiro competente para prever as tragédias?

Uma coisa é óbvia: alguma coisa está errada na informação – no conteúdo ou divulgação. Se fosse o contrário não haveria tantas vítimas desavisadas em  temporais.

 

 

Escrita

E informando sobre o terremoto em Marrakech, a Globo inova na grafia da bela cidade marroquina.

Foto: Reprodução/GloboNews

 

 

Morto?

E o Diário Catarinense também  inova novamente em título:

Foto: Reprodução/NSC Total

 

 

Bola em jogo

Foto: Vitor Silva/CBF

E enquanto isso rola o futebol.

Bastou a seleção brasileira golear a caquética Bolívia para os ufanistas voltarem. Brasil deu show e Neymar volta a ser o cara.

A conferir mais adiante.

Avatar photo
Claiton Selistre
Publisher, colunista e owner do Portal Making Of, é jornalista formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Foi diretor de Jornalismo por 25 anos da RBS TV, TVCom e Rádio CBN/Diário, além de coordenador do comitê editorial da RBS em Santa Catarina. Antes atuou na Rádio e TV Gaúcha do grupo RBS e em redações de jornal, rádio e tv do grupo Caldas Jr. em Porto Alegre. Foi também repórter da na Sucursal do Jornal do Brasil. Planejou e Coordenou coberturas multimídia nas Copas do Mundo de Futebol na Alemanha, Argentina, Espanha, México, Itália, Estados Unidos, França e Japão/Coréia. Dirige a Making of há 12 anos.
Mais notícias para você
Últimas notícias

Avaí chega à vice-liderança, Marcílio Dias vence Criciúma e Belliato emociona com drama familiar

Vitória por 3 x 2 sobre o Internacional de Lages, na Serra, levou o Avaí à vice-liderança do Catarinense....
.td-module-meta-info { font-family: 'Open Sans','Open Sans Regular',sans-serif; font-size: 14px !important; margin-bottom: 7px; line-height: 1; min-height: 17px; } .td-post-author-name { font-size: 14px !important; font-weight: 700; display: inline-block; position: relative; top: 2px; }