Portal Making Of

Arábia Saudita condena mais uma mulher à prisão por usar Twitter

GettyImages

O Tribunal Criminal Especializado da Arábia Saudita condenou a 45 anos de prisão uma mulher que fez postagens no Twitter, uma semana após outra ser sentenciada a 34 anos de reclusão, por acusações similares.

Segundo a sentença, divulgada pela Democracy for the Arab World Now (Dawn), uma ONG de direitos humanos com sede em Washington, o crime de Nourah bint Saeed al-Qahtani foi “violar o ordem pública usando a mídia social” e “usar a internet para rasgar o tecido social do país”, previstos nas leis de combate ao terrorismo e de crimes cibernéticos.

Em agosto, Salma al-Shehab, estudante de doutorado da Universidade de Leeds, no Reino Unido, foi condenada a 34 anos de prisão por ter uma conta no Twitter, compartilhar e seguir perfis críticos do autoritarismo do governo saudita e ativistas de direitos humanos. A sentença seria a mais longa já dada a uma mulher na história do país.

Os colunistas são responsáveis por seu conteúdo e o texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal Making of.