Novembro 10, 2021

Arte e joias por Dina Noebauer

Arte e joias por Dina Noebauer
Divulgação

Beleza, valorização dos materiais brasileiros, designer único, obras de arte e joias desejadas. Mais abaixo vou falar sobre esses temas presentes na vida e na carreira da empresária e designer Dina Noebauer. Mas antes é fundamental saber que esta mulher vive intensamente tudo o que faz, já passou por várias fases profissionais, tão diversificadas como seu modo de ser, sempre aberta ao novo, agregando e partilhando conhecimentos, mostrando o quanto podemos ser versáteis frente às oportunidades.

Catarinense de Imbituba, na adolescência e juventude, Dina foi bailarina, passou por companhias de dança e preserva o balé clássico até hoje como forma de manter a estética e a saúde. Depois mergulhou no universo da moda e trouxe para Florianópolis a Ford Models. Mais tarde tornou-se sócia do marido numa empresa que projeta e fabrica equipamentos digitais para emissoras de televisão. Mas é no design, principalmente na criação de joias, que dedica a maior parte do seu tempo e sua criatividade.

Já desenvolveu coleções que foram vistas em novelas da Globo e suas joias expostas em São Paulo, Rio de Janeiro, Paris, Londres e Nova Iorque.

Em 2020, em plena pandemia, Dina Noebauer desenvolveu uma coleção especial chamada de Nature, com madeira, diamantes e ouro, joias que ganharam o mundo e deixaram a designer ainda mais animada para seguir inovando. Este ano, descobriu no capim dourado mais um material para agregar às suas criações e dar mais valor às belezas brasileiras. Buscou a parceria da Associação Dourada (Associação dos Artesãos do Capim Dourado Novo Jardim), do Tocantins, para o novo projeto.  Além do capim dourado, Dina usou uma seleção de pedras brasileiras e ouro para fazer brincos, anéis e pingentes, todas peças com designs únicos, estabelecendo ainda mais o seu critério de obra de arte em forma de joia. O trabalho foi tema da edição de novembro da L'OFFICIEL, com destaque de capa da revista. E para fechar o ano, juntamente com um grupo de designers, a joalheira catarinense vai compor o livro "Gemas Brasileiras", do editor Carlos Cornejo, que será lançado em breve. Audaciosa, ajusta sua criatividade incessante ao ritmo de trabalho. Dina é uma provocante incentivadora de outras mulheres para que ocupem seus espaços, façam a diferença, lutem contra as dificuldades, e acima de tudo, valorizem seus talentos e sejam empreendedoras.


DINA NOEBAUER e suas criações

@dinanoebauer


fotos DIVULGAÇÃO

 

CONSTELAÇÃO SCHWANKE


SCHWANKE no Museu Fritz  Alt - Joinville/ foto PAULO DE ARAÚJO

No ano que vem, completam-se 30 anos da morte do artista joinvilense Luiz Henrique Schwanke (1951-1992) e muitas ações vão marcar a data de um dos artistas catarinenses mais destacados. O Museu de Arte Contemporânea Luiz Henrique Schwanke (MAC Schwanke) atua no sentido de dar acesso ao acervo, ampliar pesquisas em torno da produção, publicar livros e realizar exposições, conferências, palestras e seminários, tudo sobre a vida e trajetória do artista. 

O MAC Schwanke e a Galeria Municipal de Arte Victor Kursancew abrem em Joinville amanhã (11 de novembro), às 20 horas, a exposição "Schwanke: Sonetos", com curadoria da pesquisadora e crítica de arte Maria Amélia Bulhões. Criados nos anos 1980, nestes trabalhos o artista se apropria de uma estrutura literária clássica e lhes dá uma configuração visual contemporânea. O uso reiterado do soneto petrarquiano, poema composto de 14 linhas, se desdobra em inúmeras possibilidades. Boa parte das obras apresentadas são inéditas. A mostra entra na agenda do Museu de Escola Catarinense, em Florianópolis, entre abril e maio de 2022.


SONETOS SCHWANKE/ foto DIVULGAÇÃO

Outra novidade é a compra realizada pelo Museu Oscar Niemeyer (MON), em Curitiba, da obra "Cobra Coral". Concebida em 1989, é constituída de 150 baldes de plástico nas cores vermelha, preta e branca, e 30 metros de cabo de aço. Foi idealizada como uma proposta de land art para ser colocada, entre outros lugares, na ilha Feia de Piçarras, o mais alto possível, e na Lagoa da Conceição, em Florianópolis.  "Cobra Coral" ganhou neste ano a sua 11ª montagem no jardim do MON, na exposição "Schwanke, uma Poética Labiríntica". Em Florianópolis, foi apresentada em 2017, no jardim da Fundação Badesc.


"COBRA CORAL"/ foto GILL KONELL

 

LUGARES: CORREDOR VERDE NA CIDADE


INDAIATUBA/SP/ foto DIVULGAÇÃO

Uma referência brasileira de valorização do verde e da integração das pessoas com a natureza. Assim é o Parque Ecológico de Indaiatuba, no Sudoeste de São Paulo, ao lado do Aeroporto Internacional e pertencente à região administrativa de Campinas.  Com 15 quilômetros de extensão, cortando a cidade de ponta a ponta, é o maior corredor verde linear do Brasil, com atrações que preenchem os dias da população da cidade, da região e dos turistas que descobrem o potencial do meio ambiente de Indaiatuba.

Ao colocar os pés neste corredor natural logo você entende porque a cidade foi escolhida em 2012, e até hoje mantém o título, de melhor lugar para se viver do Brasil, segundo o ranking do IFDM, Índice de Desenvolvimento Municipal, da FIRJAN (Federação das Indústrias do Rio de Janeiro), que levanta os dados junto aos ministérios da saúde, educação e trabalho de todos os municípios brasileiros.

Originalmente, o canal que hoje é um gigante parque, foi preparado para evitar que eventuais chuvas fortes provocassem enchentes, o que deu certo e garante a segurança da cidade. Aos poucos a linha verde foi ganhando mais espaço, com muita vegetação diversificada, o que muda o visual do parque em poucas distâncias e ao longo de todo o percurso. As atrações são muitas, desde praças de lazer, pedalinhos, pista de skate, academia de ginástica, pistas de caminhada e ciclovia, e claro, muitas áreas para piqueniques e as mais variadas formas de interação da comunidade. Na região de Indaiatuba, e outros municípios, é muito forte a prática do ciclismo, em todas as suas modalidades. A procura pelas áreas de pedal é tão intensa, que até um hotel especializado em "hospedar bikes" funciona perto do Parque Florestal de Indaiatuba.

Fui caminhar no parque, conversei com alguns moradores, e todos foram unânimes em dizer que a cidade, com cerca de 260 mil habitantes, é o lugar perfeito para levar a vida, devido a segurança, saúde, trabalho e educação. Juntando todos esses atributos e tendo um corredor verde como cartão postal, fica claro porque todo ano a cidade recebe cerca de cinco mil novos moradores. O desafio é grande para manter o título que orgulha a todos com quem falei, cidade boa para se viver.


Parque, pedal e caminhadas em INDAIATUBA/ fotos DIVULGAÇÃO

@prefaindaiatuba      @parqueecologicoindaiatuba

  

DESAFIO DAS RELIGIÕES COM OS MIGRANTES

Na coluna da semana passada falei sobre a campanha "Humanize seu Olhar", realizada pela Organização Círculos de Hospitalidade, de Florianópolis. E qual o desafio das religiões no acolhimento de refugiados e migrantes que chegam ao nosso país? Será realizado hoje (10/11) o Nono Encontro Inter-religioso, que vai debater a questão.

Representantes de diversas religiões de Florianópolis vão estar no evento on-line, que acontece entre às 19:30 e 21:30h, sem necessidade de inscrição. Transmissão aqui.

O Encontro é realizado anualmente pelo Núcleo de Estudos e Pesquisa em Ecumenismo e Diálogo Inter-Religioso (Nedir) da Faculdade Católica de SC (FACASC) e pela Comissão Arquidiocesana para o Ecumenismo e do Diálogo Inter-Religioso (Cadeir).

Renatus Porath, coordenador do Nedir, lembra que é a segunda vez que a questão dos migrantes e refugiados é debatida no encontro e marca a programação do Dia Internacional para a Tolerância, dia 16 de novembro.

Em sua nova edição, o Encontro Inter-religioso já se tornou uma tradição entre as diversas religiões com representantes na capital catarinense. "É uma oportunidade de debater temas sensíveis à sociedade e de procurar soluções conjuntas para questões que afligem a todos", afirma Renatus Porath. O tema do evento será introduzido por Bruna Kadletz, presidente da organização Círculos de Hospitalidade. Representantes do judaísmo, do catolicismo, do islamismo, das religiões de tradição africana e do Conselho Nacional de Igrejas Cristãs (Conic) apresentarão suas visões sobre a migração e os refugiados. No final, o debate será aberto à participação do público e serão dados os encaminhamentos de ações e projetos elaborados a partir do encontro.

 

EM AÇÃO

+ Com o tema "A Força transformadora da Leitura", prossegue até o dia 14 de novembro a 17a Feira do Livro de Joinville. A feira acontece no Centro de Eventos Cau Hansen, sempre das 9h às 21h, com entrada gratuita. A programação deste ano foi pensada para oferecer vivência literária e artística aos visitantes. A feira faz uma grande homenagem ao escritor Carlos Drummond de Andrade, com palestras, declamações poéticas e oficina de poesias.

+ A atriz, humorista e performer Nany People volta a Florianópolis para  dois shows, nos dias 18 e 19 de novembro, no Floripa Comedy Club (Clube de Comédia de Florianópolis). O show é um stand-up que relata de maneira divertida diversos mal-sucedidos hábitos da vida moderna, como cirurgia plástica sem limites, exercícios físicos em excesso, o uso compulsivo do celular  e outros exageros da vida social, afetiva e sexual. Os dois shows começam às 19 horas.

+ A Exposição Digital num prédio da Beira Mar Continental, em Florianópolis, inaugurada no último final de semana, prossegue até o dia 06 de dezembro. As obras digitais são projetadas num telão de 350 metros, no topo do prédio em construção. Todas em 3D, as obras podem ser compradas através de um QR Code, dentro do formato de aquisição de obras virtuais. O comprador recebe um arquivo de mídia em código único, que funciona como um certificado digital e garante a autenticidade da obra. É a mesma tecnologia usada no mercado de criptomoedas.

 

Por hoje é isso, até o encontro da próxima semana.

Tags:
Gente lugares colunista making of anselmo prada
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Artigos Relacionados

Exclusivo

1ª Virada AfroCultural

Novembro 17, 2021
Exclusivo

HUMANIZE SEU OLHAR

Novembro 03, 2021

Anselmo Prada

Anselmo Prada

Jornalista, produtor e gestor de conteúdo, pessoas e eventos. Foi repórter, editor, coordenador de reportagem, editor-chefe do Jornal do Almoço, chefe de redação da RBS TV e gerente de programação NSC/Globo em Santa Catarina. Além do jornalismo, desenvolveu e dirigiu diversos projetos de entretenimento para a televisão. Com carreira destacada na comunicação catarinense, se interessa com mais profundidade sobre o que fazem as pessoas, em todas as áreas, como elas mostram suas particularidades, desenvolvem seus projetos, criam oportunidades, oferecem ajuda aos outros e como estão inseridas dentro da imensa diversidade de um mundo cada vez mais plural. Um observador da vida, buscando histórias e percebendo o que existe de único e inspirador em cada pessoa ou lugar. No Portal Making Of traz semanalmente os destaques de gente e lugares que estão em conexão com o tempo e preparando o futuro. Contato: e-mail pradafloripa1@gmail.com e WhatsApp (48)99163-6710.

  • Instagram

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!