Portal Making Of

O sucesso da Raquel incomoda

Foto: Reprodução/Instagram

Raquel Krähenbül, 41 anos, é correspondente da Globo em Washington desde 2006 e ocupa posição de destaque entre os jornalistas que cobrem a Casa Branca. Inclusive é secretária-geral do Clube de Correspondentes Estrangeiros.

Entre os seus trabalhos importantes estão a cobertura da invasão do Capitólio e entrevistas com autoridades mundiais, entre elas o líder ucraniano Volodymyr Zelensky.

Por isso, integrada ao ambiente, foi convidada para viajar ao Brasil no avião do secretário de estado americano, Antony Blinken, que participou da reunião do G20, no Rio. Não conheço outro jornalista que teve essa deferência.

Aqui, Raquel teve a oportunidade de entrevistar Blinken e fez a pergunta que pode ser considerada óbvia: o que ele achava da declaração de Lula sobre o holocausto que tanto irritou os israelenses. Blinken também deu a resposta diplomática óbvia (veja o vídeo).

A pergunta obrigatória da jornalista mereceu debates nas redes sociais, a partir da postagem de um militante de esquerda, dizendo que a moça havia levada uma “invertida” do secretário.

A verdade é que tanto a repórter quanto Blinken cumpriram com sua obrigação. E foram embora pela América do Sul e depois de volta aos Estados Unidos. Como dizia um antigo colunista social, Ibrahim Sued, “os cães ladram, a caravana passa”. No caso, segue.

Avalie a seguir o comportamento de Raquel e de Blinken:

 

 

Poliglota

Foto: Ricardo Stuckert/PR

O ex-repórter global, Marcos Uchoa, poliglota e por anos correspondente itinerante por vários lugares do mundo, perdeu a boquinha no governo federal.

Desde que deixou a Globo, depois de 31 anos, ele apresentava o programa “Conversa com o Presidente”, que acaba de ser extinto por falta de interesse público.

Uchoa pediu demissão na semana passada. E pelo visto o programa chapa branca não voltará a ser apresentado.

Não somou nada para Lula, muito menos para Uchoa.

 

TV no campeonato

A NSC tem bons repórteres e comentaristas para o futebol, mas continua devendo na narração. O campeonato já passa da metade a não há expectativa que isso melhore.

Desde que Luiz Alano e Giovani Martinello deixaram o posto não se tem prazer em ouvir a bola rolando pela TV, diante das informações paralelas inúteis e o mote “espalha pra geral”.

Nós, amantes do futebol, merecíamos mais.

 

Fumaçou

Maria José Baldessar registrou no seu Facebook o vacilo do editor deste título no ND:

Foto: Reprodução/Facebook

 

 

Onde fica o Sul?

Leitor atento pegou essa preciosidade do Jornal do Almoço, onde a entrevistada diz que “lá no Sul” a água é mais fria, como se morássemos no Norte. Outro cochilo do editor.

 

 

Bolsonaro

Foto: Reprodução/Jovem Pan News

A Jovem Pan conseguiu liderar a audiência em São Paulo durante o ato na Paulista convocado por Jair Bolsonaro.

Durante duas horas, segundo o Kantar Ibope citado pelo site Na Telinha, ela teve 0,7 % de audiência, diante de 0,4% da CNN e 0,3 % da GloboNews e Band.

A GloboNews foi a que menos mostrou o evento, dividindo com outros fatos do dia.

Os colunistas são responsáveis por seu conteúdo e o texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal Making of.

Compartilhe esses posts nas redes sociais:

A mídia de joelhos

Os tabloides britânicos, entre eles The Sun e Daily Mail, e dezenas de artistas e influenciadores mundo afora ficaram de joelhos, envergonhados depois do anúncio

A estreia do Tá na Hora do SBT

O SBT enfim estreou ontem, 18, os programas de final de tarde chamados “Tá na hora”, o nacional, com Marcão do Povo e Cristina Rocha,

O que indicam os números do Ibope

As rádios que fazem jornalismo em Florianópolis disputam minuto a minuto a liderança no Kantar Ibope, conforme publicado por este Portal no início da semana

CBN e o fator Roberto Alves

Roberto Alves, aos 83 anos, se prepara para uma justa merecida aposentadoria depois de uma longa e vitoriosa carreira no rádio e na tv. É

Making of se renova aos 16 anos

Entregamos hoje aos leitores o novo design do Portal Making Of, quando chegamos aos 16 anos de atividades no formato “informação e opinião”. A ideia

O sucesso da Raquel incomoda

Raquel Krähenbül, 41 anos, é correspondente da Globo em Washington desde 2006 e ocupa posição de destaque entre os jornalistas que cobrem a Casa Branca.

Jornalistas ou influenciadores?

A desastrada experiência da Globo colocando influenciadores em vez de repórteres na transmissão do carnaval da Sapucaí não deve evitar mais experiências semelhantes. Ela, e

A mídia de joelhos

Os tabloides britânicos, entre eles The Sun e Daily Mail, e dezenas de artistas e influenciadores mundo afora ficaram de joelhos, envergonhados depois do anúncio

A estreia do Tá na Hora do SBT

O SBT enfim estreou ontem, 18, os programas de final de tarde chamados “Tá na hora”, o nacional, com Marcão do Povo e Cristina Rocha,

O que indicam os números do Ibope

As rádios que fazem jornalismo em Florianópolis disputam minuto a minuto a liderança no Kantar Ibope, conforme publicado por este Portal no início da semana

CBN e o fator Roberto Alves

Roberto Alves, aos 83 anos, se prepara para uma justa merecida aposentadoria depois de uma longa e vitoriosa carreira no rádio e na tv. É

Making of se renova aos 16 anos

Entregamos hoje aos leitores o novo design do Portal Making Of, quando chegamos aos 16 anos de atividades no formato “informação e opinião”. A ideia

O sucesso da Raquel incomoda

Raquel Krähenbül, 41 anos, é correspondente da Globo em Washington desde 2006 e ocupa posição de destaque entre os jornalistas que cobrem a Casa Branca.

Jornalistas ou influenciadores?

A desastrada experiência da Globo colocando influenciadores em vez de repórteres na transmissão do carnaval da Sapucaí não deve evitar mais experiências semelhantes. Ela, e