Portal Making Of

Para quem ama cozinhar – nova escola gourmet na Grande Florianópolis

Rodeados de amigos, familiares, influenciadores, entusiastas da cozinha e dos CEOs Josemar e Thais, Cleiton Paulo Aigner, proprietário da escola, deu início ao sonho de trazer para a grande Florianópolis um novo conceito em escolas de gastronomia.

Pois, se comer é uma das paixões nacionais, preparar pratos cheios de sabores e encantos se tornou um ato de amor para muitos apaixonados. No último sábado a alta gastronomia da Capital entrou em um novo patamar, com a inauguração da Chef Gourmet São José.

A unidade vai funcionar em Barreiros, região continental. Terá cursos profissionalizantes de até 2 anos de duração, cursos de curta duração para aqueles apaixonados por culinária, e atenderá ainda a um público que tem crescido diariamente, as crianças. A escola conta com um curso especial para as crianças de 7 a 13 anos, que já é um sucesso entre os pequenos!

*****

  

*****

Sobre bebidas autorais e pessoas especiais

A noite de ontem foi surpreendente no Balako Bar, que fica na Galeria NC, Novo Campeche. Influenciadores diversos e divertidos marcaram presença para conhecerem os drinks de inverno desse point que é um charme!

Os convidados foram recepcionionados pela anfitriã e Chef de cozinha, Mayara Packer, sócio-proprietária do Balako. E o mixogista Lucas Gomez arrasou apresentando algumas de suas criações autorais de maneira gostosa e super talentosa.

Com seu sotaque argentino e muito carisma, ele prendeu a atenção dos convidados, contando desde a história da coquetelaria até como surgiu a inspiração para cada bebida exótica, harmonizadas com comidinhas perfeitas, que deixou todo mundo encantado!

Olha isso… Você consegue imaginar o sabor de um drink desses? Posso apostar que se provar vai ser melhor do que se espera!

O primeiro sucesso da experiência foi o “Açaí com Banana”, feito de cachaça amburana com infusão de banana passa, acaí puro, xarope de mel, chá preto defumado e limão. O drink é clarificado com leite.

Foi servido c couve orgânica, barriga de porco no molho agridoce produzido na casa. Só fechar a trouxinha e se deliciar!

A segunda bebida autoral foi o “Amore Mio”, criado para o Dia dos Namorados, com intuito de “apimentar o romance”, revelou Lucas Gomez. O drink leva Gin com pimenta e licor de jabuticaba feito por eles. É servido com uma barrinha de chocolate amargo com nibis de cacau.

Para acompanhar, dadinhos de tapioca com queijo coalho e molho sweet chili da casa. Apimentado na medida.

O penúltimo drink foi o “Uai”- uma homenagem a Minas Gerais que leva cachaça, redução de vinho com goiabada, limão siciliano, licor de café e telha de queijo. Um escândalo! Foi servido com Baião Caiçara, feito de arroz com polvo e camarão, milho, uma fatia de queijo coalho e limão.

Para fechar a noite, “Chá das 23h”, uma bebida quente, que é uma releitura do clássico Hot Toddy. Servido com um charmoso espetinho de pipoca caramelizada c gengibre. Tudo perfeito!

Gostou¿ Então fique atento porque a proposta é oferecer essa experiencia mensalmente, estimulando clientes a explorarem novo aromas e sabores inusitados!

Hoje ainda vai rolar no Balako o “Guest Bartender”, outro evento interessante, onde o bartender convidado assume a bancada e compartilha seus conhecimentos. Amanhã conto tudo aqui!

*****

*****

Darline Diva!

Aniversariante da semana, a linda Darline Santos, uma das fotógrafas mais sensacionais da cidade, ressalta a nota de Elliott Erwitt que a define: “Para mim, a fotografia é uma arte de observação. Trata-se de encontrar algo interessante em um lugar comum. Descobri que isso tem pouco a ver com as coisas que você vê e tudo a ver com a maneira como as vê.”

Parabéns por tudo, canceriana querida!

*****

*****

No Festival de Dança de Joinville

A Cia Ronaldo Rodrigues Master sobe ao palco do Festival de Dança de Joinville na estreia da Mostra 40 + nos dias 21, 22 e 23 de julho. Idealizada pelo próprio Ronaldo, a companhia de Florianópolis apresenta as três coreografias que inscreveu na categoria 60 +, nas modalidades dança de salão, dança coreográfica e dança popular.

De caráter competitivo, a mostra é direcionada a pessoas com mais de 40 anos que tiveram contato com a dança já na vida adulta.

Amante da dança e dos desafios, o coreógrafo Ronaldo Rodrigues trabalha com o grupo Master há mais de 15 anos. Ele conta que está “sempre reinventando, buscando o limite de cada participante com coreografias ousadas e desafiadoras. A idade mínima é de 50 anos e a mais velha tem 82 anos e não quer parar de dançar”.

Os colunistas são responsáveis por seu conteúdo e o texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal Making of.