Portal Making Of

Reforma Tributária Pode Impulsionar Exportações no Setor de Serviços e Tecnologia

Foto: Acate / Crédito: Janine Alves, acervo pessoal.

A Reforma Tributária em discussão no Congresso Nacional pode ter um impacto significativo no setor de serviços e tecnologia, levando empresas brasileiras a considerarem a exportação como uma opção mais atraente. Com alíquotas internas projetadas para o Imposto de Valor Agregado (IVA) entre 25% e 28%, a exportação pode se tornar uma alternativa vital de sobrevivência, especialmente porque o imposto para exportações deve permanecer zerado. Isso pode tornar a venda para outros países mais vantajosa do que buscar clientes no Brasil, onde a reforma tributária pode resultar em aumentos de impostos de até 96% para o setor de serviços e até 342% para o setor de tecnologia.

O CEO da WTM International, Lisandro Vieira, destaca que a exportação pode ser uma solução crucial e uma forma de sobrevivência para o setor de serviços e tecnologia, que não terá muitos créditos no processo devido à natureza do negócio. Ele enfatiza a importância das empresas se prepararem para essa transição e expressa preocupação com a velocidade da tramitação da Reforma Tributária no Congresso Nacional, que pode resultar em desafios adicionais.

Foto: Lisandro Vieira CEO da WTM / Divulgação.

“No caso da indústria, devido a uma longa cadeia de fornecimento, ela consegue reduzir o impacto desse IVA ao tomar créditos e abater de quando vender. O efeito real é reduzido. O setor de serviços é basicamente mão de obra, talentos e criatividade. Então ele não vai ter muitos créditos no processo. Em função disso, apostar na exportação pode ser uma grande solução e até mesmo uma forma de sobrevivência para o setor de serviços e tecnologia”, Lisandro Vieira CEO da WTM.

Simplificar o sistema tributário é considerado fundamental, especialmente durante o período de transição, para evitar confusões e perda de tempo. A WTM International, empresa que oferece soluções para simplificar exportações e importações de serviços, está acompanhando de perto esses desenvolvimentos.

É necessário que o novo sistema seja bastante simplificado para todos os envolvidos: empresas contribuintes e órgãos fiscalizadores. Teremos de conviver com dois sistemas por muito tempo. Se hoje já é complicado, com muita perda de tempo, imagine se o novo sistema não for simples”, complementa o CEO da WTM.

Segundo a visão compartilhada por muitos economistas, a simplificação do complexo e disfuncional sistema tributário brasileiro é considerada o principal benefício da reforma em discussão. Entretanto, Vieira adverte sobre o período de transição planejado pelo Congresso, que se estenderá por cerca de uma década. Nesse intervalo, empresas, autoridades fiscais e escritórios de contabilidade enfrentarão o desafio de lidar simultaneamente com dois sistemas, o que pode resultar em possíveis complicações e confusões.

A WTM International, empresa com sede em Balneário Camboriú – SC, desenvolve soluções para simplificar e consolidar exportações e importações de serviços, softwares e outros intangíveis, com segurança e inteligência tributária. Em duas décadas, atendeu mais de 4,2 mil clientes, entre eles empresas como Fretebras, Omie, Hotmart, Involves, Ask Suite, Arquivei, Brasil Paralelo, Quiron, Gerdau, Méliuz e RD Station. Além do Brasil, a empresa está em expansão para outros países. Atualmente já possui unidades nos EUA, Canadá, Emirados Árabes Unidos, México, Peru, Portugal e Uruguai.

Os colunistas são responsáveis por seu conteúdo e o texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal Making of.