25.4 C
fpolis
25.4 C
fpolis
segunda-feira, 5 fevereiro, 2024

A noite do ídolo e dos autores, Bota volta e Avaí vence

Foto: Reprodução
Últimas notícias

1 – O ídolo e os autores

No ultimo andar do Hotel Faial, localizado na esquina das ruas Felipe Schmidt e Bento Gonçalves – nos altos do Bairro da Figueira, foi realizada a festa de lançamento do livro Cavallazzi – o Garoto de Ouro, além do homenageado, estavam os autores – na foto acima Adalberto Klüser, Spyros Diamantaras e Felipe Matos. O hotel esta localizado na esquina do Beco dos Segredos e lá embaixo na Rua da Figueira, onde era a venda do seu Andreus Kowalski, foi o local que os “figueirenses”, moradores do bairro, se reuniram e começaram a discutir a criação de um time de futebol em setembro e outubro de 1922. Pois na festa entre os convidados, estava o presidente Julio Heerdt e o vice-presidente do Avaí Luciano Kowalski, bisneto do seu Andreus.

 

2 – Avaí venceu o Botafogo-SP

Foto: Divulgação/Avaí F.C.

E com 34 pontos ficou a quatro da zona do rebaixamento à Terceira Divisão. Esta á frente de Chapecoense, Tombense, Londrina e ABC. Faltam sete jogos. Nos cálculos médio dos anos anteriores o Avaí tem que alcançar 44 e, para isso tem que vencer metade dos jogos. Em casa enfrentará o Ceará, CRB e Ituano e fora – Londrina, ABC Ponte Preta e Sampaio Corrêa. O Criciúma continua sonhando e a Chapecoense esperneia para sair do rebaixamento à Série C. Foto Rafael Xavier. Avaí. FC

 

3 – Copa Santa Catarina

O Figueirense é líder, seguem Hercílio, Concórdia e Marcílio Dias. Os dirigentes da FCF esperam que os rios baixem que o Estado comece a voltar a normalidade, caso contrário terão que adiar os jogos que restam. Mas no momento os quatro possíveis finalistas são seguidos de perto por Chapecoense e Avaí. Essa Copa vale vaga na Copa do Brasil de 2024 e R$ 750 mil reais que serão pagos aos participantes do no primeiro jogo nacional de 2024. Esse valor é muito mais do que a TV pagará para cada um deles disputar o Estadual do ano que vem.

 

4 – Na Série C

Brusque x Amazonas começaram a disputar o título nacional da Série C, e o jogo final será em Brusque. A CBF ainda não marcou as datas e horários dos jogos de ida em Manaus e o de voltar em Brusque. Nestes dois quadrangulares os clubes: Operário e Paysandu  forma promovidos à Série B de 2024.

 

5 – No mundo Piquet e Marc

Foto: Reprodução

Marc Werstapen é o namorado da filha de Nelson Pique- Kelly e ele se tornou, no Qatar, tricampeão mundial de Fórmula1 como o sogro. Quando chegar em Brasília, antes do premio da cidade de São Paulo, marcado para o dia 5 de novembro, não deverá nada ao Nelsinho e Kelly Piquet poderá “cartar” dizendo que é filha e namorada de dois tricampeões do mundo de Fórmula1. Ah, a novidade do circuito é o piloto australiano Oscar Piastri, que começa a pedir passagem no “cockpits” de uma McLaren.

 

6 – Série A – voltou o Botafogo

Botafogo segue líder com 55 pg, seguido do Red Bull com 46; Palmeiras, Grêmio e Flamengo com 44. O Flamengo anunciou Tite como novo treinador na esperança de conquistar o título brasileiro deste ano. O Flamengo tem 44, 11 pontos distante do Botafogo e 12 jogos a disputar. Se o Botafogo ganhar quatro, o Flamengo terá que vencer oito jogos. O Tite só poderá perder quatro jogos. 

 

7 – Vinicius Júnior e a mentira

Foto: Reprodução

Ele sofreu assédio racista quando jogou em Sevilha, chamou o árbitro e acusou três torcedores locais que o chamavam de “mono”. As câmaras de televisão apontaram para os três racistas que foram presos e estão respondendo processo crime. Esta semana Vinicius foi a Sevilha prestar depoimentos e na frente do juiz, acusou todos os torcedores no estádio, incluindo inocentes. Mentiu! Misturou justos com pecadores. O jornal local colocou uma foto dele com um nariz de Pinóquio.

 

8 – Beckham, série e assedio

Assista no canal de streaming da Netflix a série sobre David Beckham, jogador de futebol inglês. Assista com detalhes o segundo capítulo que me deixou pensativo imaginando os jogadores de futebol atual no Brasil reagiriam se sofressem o assédio que Beckham sofreu durante todo o ano de 1999, em todos os estádios da Inglaterra onde jogou pelo Manchester United. O que ele sofreu de agressão, assedio e bullying depois da Copa do Mundo da França, nossos se esconderiam debaixo da cama.  

9 – Mário Petráglia, presidente do Athletico 

Foto: Divulgação/Athletico-PR

Na entrevista que deu ao O Globo pensei no Figueirense. Os clubes endividados estão vendendo o clube pelo preço de um jogador de futebol. Segundo ele a lei da SAF veio para dar um calote nos credores. Não tinha outro caminho. Senão os clubes iriam quebrar e quebraria a indústria do futebol brasileiro. Eu penso que todas as leis tiveram o objetivo de dar calote nos credores, principalmente no governo. 

 

10 – Mesma linha no impedimento 

Acabou! Não existe mais a figura da mesma linha para determinar se o jogador está ou não em impedimento. Essa linha foi criada quando se instituiu a primeira regra para que o futebol fosse um esporte justo e de cavalheiros: era proibido levar vantagem nas costa do adversário. No espírito da regra, estar com o pé na frente, não quer dizer que esta  atrás do adversário. É o que eu penso e o Arsene Wanger, também.

 

11 – Calendário e reclamação

É difícil de entender que os clubes que chegam às finais das disputas de Copas regionais, nacionais e internacionais e participam dos campeonatos nacionais, em sua minorias pensam que jogam todas as partidas de um calendário anual. A medida que vão sendo desclassificados das quatro competições: Premier League, FA Cup, Copa da Liga e as Copas europeias jogam menos. Não da para comparar o calendário do Botafogo com o Fluminense ou, o Goiás com  o do São Paulo. Os treinadores reclamam tendo mais de 33 jogadores. Para que tanto?

 

12 – Jogador – treinador 

Jogadores brasileiros não são disciplinados e alguns em véspera de convocação para a seleção nacional escondem lesões e, quando caem de produção, colocam a culpa no treinador.

 

FIM

Avatar photo
Paulo Brito
Paulo Brito nasceu em Florianópolis, graduou-se em jornalismo na PUC RS em 1972, mas desde 1971 exerce o ofício de comentarista esportivo, tendo trabalhado em jornais, rádios e televisões nas praças de POA, SP, BCN e FLN. Foi professor do IEE: - Instituto Estadual de Educação e no Colégio Catarinense, profissão que o levou a UFSC: - Universidade Federal de Santa Catarina onde permaneceu até 1998. Foi membro da Comissão que criou o Curso de Jornalismo na Federal de SC.
Mais notícias para você
Últimas notícias

MPSC diz que é obrigatório a vacinação de crianças até 5 anos de idade

O Coordenador do Centro de Apoio Operacional da Saúde Pública (CSP) do Ministério Público de Sana Catarina (MPSC), promotor...
.td-module-meta-info { font-family: 'Open Sans','Open Sans Regular',sans-serif; font-size: 14px !important; margin-bottom: 7px; line-height: 1; min-height: 17px; } .td-post-author-name { font-size: 14px !important; font-weight: 700; display: inline-block; position: relative; top: 2px; }