19.2 C
fpolis
19.2 C
fpolis
sábado, 28 maio, 2022

Cine & Séries Entrevista

Últimas notícias
Cine & Séries Entrevista

Queridos cineseriéfilos, neste mês de agosto a coluna completa QUATRO anos! Entre a primeira fase em que a C&S era temática e a segunda, em que passou a incluir também as Crônicas em Quarentena, já ultrapassamos DUZENTAS edições.  Ufa! Vou fazer uma pausa de algumas semanas para arejar as ideias e trazer novidades.

Para vocês não ficarem sem leitura nesse período, entrevistei algumas pessoas que amam Cinema para falarem sobre seus filmes, séries e atores favoritos. Vai estar cheio de dicas.

Para abrir a agenda convidei a editora da coluna Crônicas, Cine&Séries do Portal Making Of, Brígida De Poli. Sim, euzinha mesmo!

_________________________________________________________________________

 

Lembra da sua primeira vez ?

Sim,  até já ganhei um concurso de crônicas da Zero Hora com este título. A primeira vez que entrei numa sala de exibição foi no cinema do Colégio Salesiano de Rio Grande, cidade ao sul do RS. Eu devia ter uns seis, sete anos. A gente assistia aula de catecismo e o bônus era uma sessão de cinema. Lembro do seriado do Batman, onde um fosso de jacarés se abria e ficamos sem saber se a dupla cairia lá ou não…Nunca veio a continuação! Mas lembro também de Veneno, um filme brasileiro de 1952, com Anselmo Duarte,  que vi no cineminha do Círculo Operário, então as lembranças se misturam.

Tem algum gênero favorito ? E algum que não vê de jeito nenhum?

Prefiro drama e suspense, mas gosto de praticamente todos desde que o filme seja bom! De jeito nenhum, talvez os pornôs, não por moralismo, mas por falta de qualidade e de roteiro!

Se você só pudesse guardar UM  único filme na memória qual seria o escolhido?

Amarcord, de Federico Fellini.

Tem lista dos Dez Mais ?

Impossível! Eu sofria tanto que ampliei para os Cem Mais, onde cabem desde Ingmar Bergman e Akira Kurosawa até Priscilla, a rainha do deserto, Dirty Dancing, Vem dançar comigo, Marnie,confissões de uma ladra, O jovem Frankestein, O céu que nos protege, A Malvada etc…

Tem algum diretor de quem não perde um filme?

O espanhol Pedro Almódovar, por supuesto!

Já saiu “desidratada” do cinema de tanto chorar?

Várias vezes, daquelas de colocar óculos escuros antes de acenderem a luz! Perfume de Mulher (o original de 1974 ), O paciente inglês, Tudo sobre minha mãe, do Almodóvar…e mais.

Se fosse escalar um atriz para interpretar você nas telas, quem seria?

Ai, que difícil ! Não pelo physic du role porque ela é loira, alta e magra (risos), mas pela força de interpretação: Vanessa Redgrave.

Atrizes favoritas?

Então, uma é a própria Redgrave; atualmente a francesa Juliette Binoche, que sempre foi linda, e se transformou numa intérprete espetacular;  Uzo Aduba, que acabo de ver na série Em Terapia e que tem o carisma da Whoopi Goldberg;  Kate Winslet, Maggie Gyllenhaal e outras, só para citar as vivas, ah…Fernanda Montenegro, claro! Para representar as que já partiram: Bette Davis.

Atores favoritos?

Javier Bardem, Sidney Poitier, Don Cheadle, que acho um ator subestimado, Cristoph Waltz, Wagner Moura, Gary Oldman, Jude Law, Stanley Tucci…e tantos outros. Representando os que já partiram, Marlon Brando e Sean Connery.

E não gosta de algum mega star?

Nicolas Cage, Reneé Zelwegger.

Costuma ver séries? Quais as favoritas?

Claro, sou quase obcecada! Começou com Os Sopranos, a melhor ever! No meu Top 10 estão: Em Terapia, Mad Men, The Nick, Veep, Peaky Blinders, The Deuce, Magnifica 70, sem falar nas minisséries, meu formato favorito: Mildred Pierce, True Dectetive, Halston.

Uma grande decepção…

A adaptação de O amor nos tempos do cólera, de Gabriel Garcia Marquez, para o cinema. Não gostei mesmo sendo com o maravilhoso Javier Bardem. Outra decepção? Morgan Freeman que eu pensava ser, além de grande ator, um grande ser humano.

Algo que te irrite quando o assunto é cinema …

Na sala de cinema? Gente que fala alto ou abre saquinho de salgadinhos no meio do filme. Mas crime hediondo mesmo é quem dá spoiler e resolve contar o filme que ainda não vi!

No filme em si? Personagem carregando mala flagrantemente vazia (não sei o que custa a produção colocar algum peso lá dentro) ou bebe uísque “chupando”, como se fosse café quente!

Uma indicação para os leitores da coluna

Ah, faço isso semanalmente, mas agendem-se para ver Madres Paralelas, o novo filme de Pedro Almodóvar, com Penélope Cruz, recém terminado. Pretendo fazer dele o primeiro filme que verei no cinema desde o início da pandemia.

_________________________________________________________________________

Brígida Poli
Jornalista, cinéfila desde criancinha e maníaca por séries de TV desde "Os Sopranos". Não se considera crítica de cinema, pois não consegue deixar o coração de lado na hora de avaliar um filme. Adora falar e escrever sobre o assunto e tenta chamar a atenção para as grandes obras cinematográficas que as novas gerações desconhecem. Concorda com o mestre Federico Fellini quando ele disse que "o cinema é um modo divino de contar a vida".
Mais notícias para você
Últimas notícias

Vídeo: Japonês gasta R$ 75 mil para se transformar em cachorro

No Japão, um homem gastou cerca de 2 milhões de ienes (aproximadamente R$ 75,9 mil) para realizar o sonho...
.td-module-meta-info { font-family: 'Open Sans','Open Sans Regular',sans-serif; font-size: 14px !important; margin-bottom: 7px; line-height: 1; min-height: 17px; } .td-post-author-name { font-size: 14px !important; font-weight: 700; display: inline-block; position: relative; top: 2px; }