Portal Making Of

A ilusão, a alegria e a tristeza no futebol

Foto: Divulgação/Avaí F.C.

1 – Acabou o carnaval

Acabou a ilusão das fantasias, da bebedeira com os amigos, da noite de Reis e Rainhas na passarela, sambando pra turma do camarote. A realidade voltou com os boletos e as acusações de racismo. Que vida infeliz pela cor da pele, do bairro, do latão que atrasa, da mulher que reclama, do marido que foge no dia da faxina, da filha adolescente te dizendo que te odeia, do carro velho que não pega, do patrão que paga pouco e que a única felicidade é tirar uma selfie. O que salva é o teu time ganhar, pra pedir mais uma e festejar como se fosse outro carnaval.

O clássico será no Scarpelli e a foto acima é dos cinco mil que viram o Criciúma.

 

2 – O clássico

Foto: Divulgação/Avaí F.C.

Vale o que? Um campeonato da cidade. Porque é a rivalidade entre as torcidas e a história que você, desde pequeno, acredita que um Figueirense x Avaí será um jogo entre os grandes. Será no sábado à tarde, no Scarpelli, não dá para reclamar do gramado e que metade da Capital, e aquele que disfarça que vive na Grande Florianópolis estará triste.

Foto: Divulgação/FFC

 

3 – Não vai faltar

Culpados pela derrota: o primeiro será o árbitro, o segundo o treinador, o terceiro o goleiro e nunca o que perdeu um gol feito ou uma cobrança de pênalti.

 

4 – Pendências

Foto: Divulgação/FFC

O torcedor culpa a defesa e esquece de que o forte do time é o ataque. O outro lamenta que os jogadores do ataque não sejam dignos de vestirem a camisa do time e esquecem-se de quem tem a melhor defesa do campeonato.

Pois por esse ponto de vista o clássico entre Figueirense x Avaí, sábado no Scarpelli será um jogo entre o pior ataque contra a pior defesa ou como o time do melhor ataque contra a melhor defesa do Estadual 24?

 

5 – Sócios

Foto: Divulgação/FFC

Vendem os clubes sabendo que o clube com um dono não irá se endividar, que na realidade da indústria do entretenimento o clube deverá ser outro, mas quem decide vender não pechincha e aceita 1%, esquecendo que botaram o PPP pra rua, porque ele ficava com 90% do valor da “venda” do Firmino, do Felipe Luiz, do Claiton Xavier, agora endividados, aceitam 1%.

 

6 – Dorival, Junior

Foto: Reprodução/Internet

Estava em Madrid conversando, assistindo Real X Girona e observando Rodrygo, Vini, Yago Couto e Sávio. Passou por Barcelona, conversou com Deco, diretor do Barca, para saber sobre Vitor Roque e Raphinha. Agora segue para a Inglaterra onde continuara observando treinos, aprendendo e tirando conclusões. Só não vai para a Arábia, lá as “Historias são de mil e uma noite”.

 

7 – Vitória e tabela

Com vitória da Chapecoense de 2 a 1 sobre o Internacional, a classificação do Estadual 24 ficou assim, como mostra o gráfico abaixo. O time do Oeste tem três jogos: contra o Nação, Figueirense e o Criciúma, quem sabe sobe mais do que 11 pontos do que alcançar os 17 pontos ganhando todos os adversário que restam nesta fase de classificação.

Foto: Reprodução/Internet

 

8 – Quando a bola

Volta, a defesa corre dois passos para frente.

As nossas se se encostam no goleiro e dali não saem.

Na cobrança de pênalti colocam dois jogadores, um em cada lado da área, atrás da linha da bola. Se o goleiro espalmar para o lado, estes chegam primeiro. Isto se faz com treino, mas os treinadores só querem fazer coletivos secretos.

 

9 – Libra

Avaí, Criciúma, Chapecoense e Figueirense estão fora da Liga Libra. São sócios da Forte… e devem pedir os mesmo: 40% igual entre todos; 30% por colocação na tabela e 30% dos número de jogos transmitidos, pela TV Globo, mas sabendo que tudo será do Flamengo e do Corinthians.

Quem tem mais exposição na mídia deveria vender mais caro o anúncio na camisa, mas não valorizam o “manto sagrado” e vendem anúncios até na cueca.

 

10 – Para ajustar jogos

Os treinadores, agora foram os italianos, que querem jogar menos nos nacionais. E os outros? Porque só poucos disputam a Champions, Copas, Liga Europa ou Libertadores, a maioria para, fecha a porta do boteco enquanto os grandes se iludem de que todos chegarão a final.

Se os treinadores acham que jogam demais, que coloquem os reservas disputando estaduais, as copa e os nacionais, enquanto os titulares ficam treinando para as grandes competições. Não sei pra que 40 jogadores se reclamam que o time cansa.

 

11 – Fora da Olimpíada

Eu estava em São Paulo estudando e trabalhando, numa noite fui jantar com Oswaldo Brandão, que dirigia a seleção brasileira de futebol e perguntei, entre outras coisas, porque tinham lhe demitido.

 – Ora, porque ganhei da Venezuela só por 2 a 0!

 

12 – Não valorizamos

Achamos que sabemos mais do que os outros, pois o apelido do lateral direito do Real Madrid Lucas Vasquez é chamado de Cafucas, aquele Cafu que foi jogador do Carlo Ancelotti no Milan e que no Brasil é criticado pelos entendidos.

 

FIM

Os colunistas são responsáveis por seu conteúdo e o texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal Making of.

Compartilhe esses posts nas redes sociais:

Não existe Glória sem Honra

1 – Honra e Glória A glória sem honra na vale nada. Porque a honra se alcança pelas virtudes, talentos, boas ações e por características excepcionais. Faltou tudo

Minha avó é uma bicicleta

1 – Minha avó é uma bicicleta Este é o primeiro lance que os dirigentes e executivo do Avaí reclamam, dizendo que o gol não

Não existe Glória sem Honra

1 – Honra e Glória A glória sem honra na vale nada. Porque a honra se alcança pelas virtudes, talentos, boas ações e por características excepcionais. Faltou tudo

Minha avó é uma bicicleta

1 – Minha avó é uma bicicleta Este é o primeiro lance que os dirigentes e executivo do Avaí reclamam, dizendo que o gol não