Portal Making Of

Globo é condenada a pagar multa milionária após impor ‘padrão de beleza’ a jornalista

A jornalista Veruska Donato em participação no Encontro em fevereiro de 2021 (Foto: Reprodução/TV Globo)

Na última segunda-feira, 1º de abril,  a Globo foi condenada em primeira instância a indenizar a jornalista Veruska Donato por impor uma “ditadura da magreza” que a deixou doente, com síndrome de burnout (estresse e esgotamento físico devido a trabalho desgastante), e poderá ter que pagar mais de R$ 8 milhões à repórter, entre indenizações e direitos trabalhistas. As informações são do Notícias da TV.

Esta é a primeira vez que o canal é punido por estabelecer um “padrão Globo de beleza”, interpretado pela Justiça como prática misógina.

Em janeiro do ano passado, Veruska entrou com uma ação trabalhista acusando a emissora de misoginia (ódio às mulheres) e etarismo (preconceito por idade).

A jornalista, que trabalhou na casa durante 21 anos, queixou-se que, ao se aproximar dos 50 anos de idade, passou a receber críticas da chefia da área de figurino “quanto a flacidez, ruga ou gordura fora do lugar”. Esse “ambiente misógino” a levou a “apresentar variação de humor com agressividade, isolamento, irritação, ansiedade e depressão”.

Procurada, a Comunicação da Globo afirmou que a emissora não comenta casos sub judice. A decisão ainda cabe recurso.

Compartilhe esses posts nas redes sociais:

Devagar, bolinho e mulheres

1 – A seleção de Dorival Júnior terminou as experiências que fez com a seleção brasileira de futebol durante os quatro jogos de preparação para

Leia mais