Portal Making Of

iFood se pronuncia sobre invasão ao app com mudança de nomes de restaurantes

iFood se pronuncia sobre invasão ao app com mudança de nomes de restaurantes

 

Usuários do iFood foram surpreendidos na noite de ontem, 2, com a mudança nos nomes dos restaurantes na plataforma de delivery. Capturas de telas do app, divulgadas nas redes sociais, mostravam nomes de restaurantes e estabelecimentos comerciais alterados com ofensas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, além de falas negacionistas contra as vacinas e de apoio ao presidente Jair Bolsonaro.

“Lula Ladrão”, “Vacina Mata” ou “Bolsonaro 2022” foram algumas das mensagens que apareceram aos usuários. 

Em nota divulgada nas redes sociais, na noite de ontem, a empresa explica que 6% dos estabelecimentos cadastrados sofreram a alteração, mas a rede não especifica a origem do problema. Diz apenas que “o incidente foi causado por meio da conta de um funcionário de uma empresa prestadora de serviço de atendimento que tinha permissão para ajustar informações cadastrais dos restaurantes na plataforma”. O iFood ressalta ainda que tomou “medidas imediatas para sanar o problema e proteger os dados de restaurantes, consumidores e entregadores”.

Em resposta ao aplicativo de delivery, os internautas pediram cupom de desconto. “Era só um CUPOM DE 20,30$ PRA SE DESCULPAR!!!!”, disse um. “ok, lança o cupom de desculpas!”, comentou outro. “Lança um cupom DESCULPAS50”, declarou uma.

Confira nota na íntegra:

Na noite de hoje, 2 de novembro, identificamos que alguns estabelecimentos cadastrados na plataforma tiveram seus nomes alterados. Essa situação ocorreu com aproximadamente 6% dos estabelecimentos na plataforma.Tomamos as medidas imediatas e necessárias para sanar o problema e proteger os dados de restaurantes, consumidores e entregadores.

Não encontramos qualquer indício de vazamento da base de dados pessoais cadastrados na plataforma, tampouco de dados de cartão de crédito. O incidente foi causado por meio da conta de um funcionário de uma empresa prestadora de serviço de atendimento que tinha permissão para ajustar informações cadastrais dos restaurantes na plataforma, e que o fez de forma indevida.

O acesso da prestadora de serviço foi imediatamente interrompido, e os nomes dos restaurantes já estão sendo restabelecidos. É importante destacar que os meios de pagamento dos clientes estão seguros. Os dados de meios de pagamento não são armazenados nos bancos de dados do iFood, ficando gravados apenas nos dispositivos dos próprios usuários, não tendo havido comprometimento de dados de cartões de crédito. Também não há qualquer indício de vazamento da base de dados pessoais de clientes ou entregadores cadastrados na plataforma.

 

Os colunistas são responsáveis por seu conteúdo e o texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal Making of.

Compartilhe esses posts nas redes sociais:

CBN recupera liderança de audiência

Pesquisa Kantar Ibope divulgada hoje, 10, mostra que a CBN recuperou a audiência em jornalismo/esportes que havia perdido para a Jovem Pan. Nos números obtidos

A mídia de joelhos

Os tabloides britânicos, entre eles The Sun e Daily Mail, e dezenas de artistas e influenciadores mundo afora ficaram de joelhos, envergonhados depois do anúncio

A estreia do Tá na Hora do SBT

O SBT enfim estreou ontem, 18, os programas de final de tarde chamados “Tá na hora”, o nacional, com Marcão do Povo e Cristina Rocha,

O que indicam os números do Ibope

As rádios que fazem jornalismo em Florianópolis disputam minuto a minuto a liderança no Kantar Ibope, conforme publicado por este Portal no início da semana

CBN e o fator Roberto Alves

Roberto Alves, aos 83 anos, se prepara para uma justa merecida aposentadoria depois de uma longa e vitoriosa carreira no rádio e na tv. É

Making of se renova aos 16 anos

Entregamos hoje aos leitores o novo design do Portal Making Of, quando chegamos aos 16 anos de atividades no formato “informação e opinião”. A ideia

O sucesso da Raquel incomoda

Raquel Krähenbül, 41 anos, é correspondente da Globo em Washington desde 2006 e ocupa posição de destaque entre os jornalistas que cobrem a Casa Branca.