Portal Making Of

Bola, vitória e sofrer

Foto: Fabiano Rateke / Avaí F.C.

1 – Sofrimento

Há um ditado espanhol que diz o seguinte: “Ninguém é feliz sem sofrer”. Que sofrimento sentiu a torcida do Avaí na sexta-feira à noite. Valeu a vitória e o sonho de liderar, mesmo por uma noite só, a tabela da Série B. Poucos acreditavam que o Avaí vencesse o Guarani por 3 x 2, havia que acreditasse que os paulistas iriam colocar um ônibus na frente do gol e atacar o Avaí em transição, com passes longos.

Erros na figura, porque o ônibus não tampa tudo, porque por baixo (do) a bola passa, se fosse um muro: só pelo alto. Mas o Guarani jogou, controlou a bola, machucando a defesa do Avaí e marcou duas vezes. O placar chegou a ficar 2 a 2, mas árbitro do VAR demorou a chamar o carioca depois de voltar a fita, assinalando um pênalti que João Paulo, marcou (fazendo) o terceiro.

 

2 – A derrota

Foto: Fabiano Rateke / Avaí F.C.

O Guarani pode reclamar do árbitro, do VAR, do tempo adicionado, mas criticiar seu jogador de número 99 – um tal de Caio Dantas que, desconcentrou todo o time, fingindo contusões e tapa do rosto, pressionando o árbitro, quando deveria ter continuado jogando como fez no primeiro tempo. Nota zero para Caio Dantas.

3 – Chorei e choro

Pois eu vi jogar Nizeta; Cavallazzi; Zenon; Veneza poucas vezes; Adilson Heleno; Bira Lopes e Marquinhos Santos vestindo a camisa número 10 do Avaí. Hoje eu choro vendo o Pottker usando essa 10 do Avaí. Ele pode vestir todas as outras, menos a 10 e 7, porque o Fantick era muito melhor do que ele.

 

4 – Liderança

O América MG perdia de 1 a 0 para o CRB e o Queiróz ascendia velas e rezava para o Senhor do Passos e nem se importava com o vento, que mudou o placar para os mineiros que no final venceram por 2 a 1, assumindo a liderança e colocando o Avaí em segundo lugar.

 

5 – Ausentes

Foto: Patrick Floriani/FFC

Não foi o público que os dirigentes queriam no Scarpelli no domingo à tarde, foram 5 mil e uns quebrados, os outros três mil sócios deixaram de ver a vitória do time de João Burse e de Camilo vencer o Confiança por 2 a 0, com direito a um gol de zagueiro e dois gols perdidos pelo Pato, daqueles que até a minha avó faria. Mas com essa vitória o time está entre os oitos, para seguirem na fase seguinte. O próximo adversário é o São Bernardo.

6 – Resultados dos locais

Foto: Patrick Floriani/FFC

Amazonas 0 x 1 Chapecoense; Avaí 3 x 2 Guarani; Brusque 1 x 0 Ceará; Figueirense 2 x 0 Confiança; Brasil 0 x 1 Hercílio Luz e Concordia 2 x 0 Cianorte.

 

7 – Avaiano

Foto: Reprodução

Corinthians sonda Walace, ex-avaiano que atua no Udinese e oferece 40 milhões de reais. Saiu do Avaí para o Grêmio, de lá para a Alemanha e agora na Itália.

Lembra dele como “juvenil” no Avaí?

Porquê “juvenil” em clube de futebol no Brasil só serve para melhorar o “fluxo de caixa” e trazer dinheiro para pagar veteranos, que não trazem retorno e não cobrem os gastos com a contratação. Mas que, agrada os bobos, principalmente aqueles que acreditam que bananeira que deu cacho, ainda vinga.

 

8 – Rebaixamento na Série A

Do Fluminense tem jogadores que a turma do X escreveria: jogariam fácil no Avaí e no Figueirense. Pois esse time de estrelas cadentes (está) atrás do Criciúma, que empatou com o Bahia e subiu uma posição. Juntos com o Flu estão pela ordem Grêmio, Criciúma. Fluminense e Vitória. E na beirada estão Vasco da Gama e Corinthians.

 

9 – Bola inteligente

Foto: Reprodução

Nesta Eurocopa, que começou na sexta-feira com a vitória da Alemanha por 5 a 1 sobre a Escócia, é o uso da bola inteligente, que envia informações e dados aos árbitros do VAR, principalmente para determinar se há ou não impedimento em uma jogada de araque.

Em campo: a Alemanha bailou a Escócia e fez 5 a 1; a Espanha, com um jogador de 17 anos – Lamine, enfrentou a Croácia de Modric com 39 e, a diferença de idade e de estilo, Lamine fez a diferença: 3 a 0; na sequência a Itália meteu 2 a 1 na Albânia, levando um susto. No domingo a Holanda fez 2 a 1 sobre Polônia; Dinamarca empatou em 1 x 1 com a Eslovênia e Inglaterra venceu por 1 x 0 Sérvia. Hoje, segunda-feira segue a Euro com Bélgica x Eslováquia e Áustria x França.

 

10– O milagre aconteceu

E a equipe do Dalas venceu aos jogadores do time de Boston, o Celtic. Os jogos finais a NBA não terminaram e as duas equipes voltam a se enfrentarem hoje à noite, às 21h30 em Boston. Outra vitória do Dalas incendeia a disputa, mas uma vitória Celtic encerra o campeonato.

 

11 – Futebol e dinheiro

A Eurocopa aportará para a Alemanha 1 bilhão de euros como ingressos procedentes de turistas que estarão no país acompanhando os jogos de cada nação. Este 1 bilhão correspondem a 1% da produção econômica do segundo semestre da Alemanha. Se a esquerda sabe?

 

12 – Brasileiros

Faz tempo que não nasce um brasileiro bom de bola como Ronaldo, Ronaldinho, Rivaldo,  Zico, Romário, Renato…

 

FIM

Os colunistas são responsáveis por seu conteúdo e o texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal Making of.

Compartilhe esses posts nas redes sociais:

Finais, confiança e sonhos

1 – Porque não se calou Depois que anunciar o desejo de contar com reforços, no dia 14 de junho, Dal Pozzo quebrou a confiança

Caráter, ganhar e canteiro

1 – Jogo para ganhar  O jogo de hoje do Avaí contra o Novorizontino, na Ressacada, às 20h, com frio e chuva é para ganhar.

Heróis, gramado e medo

1 – Venceu O Criciúma jogando, ontem à noite, no Heriberto Hülse – com mais de 12 mil pessoas no estádio, derrotou ao Cruzeiro por

Imitação, Brilho e futebol

1 – Avaí 1 x 1 Amazonas  Saiu perdendo, empatou no final do primeiro tempo. No meio do segundo teve um pênalti a seu favor

A Euro, Brasil e o frio

1 – A Eurocopa É um Mundial sem Brasil e Argentina e que segue neste sábado, quando iniciam os jogos das quartas de final, com

Copa, Figueira e Vagner Love

1 – Seleção e Dorival Como ele preconizou: Endrick ficará no banco porque: “Tem que ir devagar”. Mas se estiver perdendo, Dorival ira apelar para Endrick.

Invicto e Inter lota Scarpelli

1 – Presidente de clube Não pode se comportar como torcedor, como fez o presidente Júlio Heerdt do Avaí, criticando o gramado do estádio do

Bola, vitória e sofrer

1 – Sofrimento Há um ditado espanhol que diz o seguinte: “Ninguém é feliz sem sofrer”. Que sofrimento sentiu a torcida do Avaí na sexta-feira

Devagar, bolinho e mulheres

1 – A seleção de Dorival Júnior terminou as experiências que fez com a seleção brasileira de futebol durante os quatro jogos de preparação para

Público, Endrick e bobagens

1 – Público a mentira Público até agora do Figueirense, na metade do ano é de 25.152 pagantes, se multiplicarmos o custo médio do ingresso

Finais, confiança e sonhos

1 – Porque não se calou Depois que anunciar o desejo de contar com reforços, no dia 14 de junho, Dal Pozzo quebrou a confiança

Caráter, ganhar e canteiro

1 – Jogo para ganhar  O jogo de hoje do Avaí contra o Novorizontino, na Ressacada, às 20h, com frio e chuva é para ganhar.

Heróis, gramado e medo

1 – Venceu O Criciúma jogando, ontem à noite, no Heriberto Hülse – com mais de 12 mil pessoas no estádio, derrotou ao Cruzeiro por

Imitação, Brilho e futebol

1 – Avaí 1 x 1 Amazonas  Saiu perdendo, empatou no final do primeiro tempo. No meio do segundo teve um pênalti a seu favor

A Euro, Brasil e o frio

1 – A Eurocopa É um Mundial sem Brasil e Argentina e que segue neste sábado, quando iniciam os jogos das quartas de final, com

Copa, Figueira e Vagner Love

1 – Seleção e Dorival Como ele preconizou: Endrick ficará no banco porque: “Tem que ir devagar”. Mas se estiver perdendo, Dorival ira apelar para Endrick.

Invicto e Inter lota Scarpelli

1 – Presidente de clube Não pode se comportar como torcedor, como fez o presidente Júlio Heerdt do Avaí, criticando o gramado do estádio do

Bola, vitória e sofrer

1 – Sofrimento Há um ditado espanhol que diz o seguinte: “Ninguém é feliz sem sofrer”. Que sofrimento sentiu a torcida do Avaí na sexta-feira

Devagar, bolinho e mulheres

1 – A seleção de Dorival Júnior terminou as experiências que fez com a seleção brasileira de futebol durante os quatro jogos de preparação para

Público, Endrick e bobagens

1 – Público a mentira Público até agora do Figueirense, na metade do ano é de 25.152 pagantes, se multiplicarmos o custo médio do ingresso