Portal Making Of

Primeiro Impacto catarinense: nada a acrescentar

Reprodução/Instagram

Estimulado pelo SBT, a rede SCC estreou semana passada o programa diário Primeiro Impacto SC, das 6h55 às 8 horas, enfrentando concorrência pesada da NSC e ND. O esforço para ocupar espaço local é válido para o grupo de Lages, mas o investimento em produção se mostra insuficiente.

No programa de sexta-feira, dedicado em parte ao aniversário da ponte Hercílio Luz, houve apenas duas reportagens gravadas de Joinville e Lages, mais duas intervenções ao vivo do repórter João Paulo Cardoso, e participações discretas da redação do jornalista Tiago Pires. Uma delas, na abertura, chamando estupro de vulnerável no Oeste, assunto que tratou mais tarde reproduzindo notícia da internet. Thiago, com computador em frente, poderia ser uma boa fonte de notícias relevantes.

Também fizeram parte da edição um físico falando da eclipse da lua e, a melhor ideia, uma jornalista entrevistada ao vivo de sua sacada com a Hercílio Luz ao fundo, que o apresentador insistia em chamar de “velha senhora”.

O apresentador Clayton Ramos, experiente em segurar ao vivo, foi moldando o programa e aparando as dificuldades operacionais que iam surgindo. Apostou em informalidade chamando quem está em casa de “mermão”, tocou buzina estridente e vinhetas estilo rádio humorístico do século passado. Aliás, o Primeiro Impacto tenta misturar um suposto jornalismo de apelo popular com videocassetadas que não identificam data e procedência. E, na sexta passada, ainda terminou com uma dança estranha do apresentador com o repórter e o físico convidado, envolvido no improviso, meio contra vontade.

Resumindo: Primeiro Impacto soma pouco nível para o SCC e sofre com a falta de identidade: vai ser jornalismo ou um cassino do Chacrinha piorado?

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por SCC SBT (@sccsbt)

 

FM

Equipe da Atlântida valorizou bastante a melhorar no ranking do FM no Ibope de fevereiro a abril. A diferença para a Jovem Pan é estreita:

  • Atlântida: 8.243 ouvintes por minuto
  • Jovem Pan: 8.235

A Itapema melhorou na tabela por margem pequena:

  • Itapema: 5.442 ouvintes
  • Antena 1: 5.285

No rádio jornalismo, A Jovem Pan News continuou a frente da CBN:

  • JP News: 3.076 ouvintes
  • CBN: FM 2.477

 

Óbvio

Coisas que alguns comentaristas dizem sem pensar muito:

– O jogo teve dois tempos distintos.

 

Libertadores

A Globo deu a volta por cima e retomou a Copa Libertadores da América do SBT a partir de 2023. Antes, assumiu dois compromissos: pagar uma multa de 40 milhões de dólares por ter rompido o contrato anterior e divulgar os patrocinadores da competição da Conmebol.

 

Ainda sobre repórteres

Leitor pergunta se as emissoras de TV não usam serviços de fonoaudiologia para evitar os repórteres que abusam do “né”, entre outras preciosidades de texto. Resposta: se usassem não haveria tantos “né” no ar.

Os colunistas são responsáveis por seu conteúdo e o texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal Making of.

Compartilhe esses posts nas redes sociais:

A mídia de joelhos

Os tabloides britânicos, entre eles The Sun e Daily Mail, e dezenas de artistas e influenciadores mundo afora ficaram de joelhos, envergonhados depois do anúncio

A estreia do Tá na Hora do SBT

O SBT enfim estreou ontem, 18, os programas de final de tarde chamados “Tá na hora”, o nacional, com Marcão do Povo e Cristina Rocha,

O que indicam os números do Ibope

As rádios que fazem jornalismo em Florianópolis disputam minuto a minuto a liderança no Kantar Ibope, conforme publicado por este Portal no início da semana

CBN e o fator Roberto Alves

Roberto Alves, aos 83 anos, se prepara para uma justa merecida aposentadoria depois de uma longa e vitoriosa carreira no rádio e na tv. É

Making of se renova aos 16 anos

Entregamos hoje aos leitores o novo design do Portal Making Of, quando chegamos aos 16 anos de atividades no formato “informação e opinião”. A ideia

O sucesso da Raquel incomoda

Raquel Krähenbül, 41 anos, é correspondente da Globo em Washington desde 2006 e ocupa posição de destaque entre os jornalistas que cobrem a Casa Branca.

Jornalistas ou influenciadores?

A desastrada experiência da Globo colocando influenciadores em vez de repórteres na transmissão do carnaval da Sapucaí não deve evitar mais experiências semelhantes. Ela, e

A mídia de joelhos

Os tabloides britânicos, entre eles The Sun e Daily Mail, e dezenas de artistas e influenciadores mundo afora ficaram de joelhos, envergonhados depois do anúncio

A estreia do Tá na Hora do SBT

O SBT enfim estreou ontem, 18, os programas de final de tarde chamados “Tá na hora”, o nacional, com Marcão do Povo e Cristina Rocha,

O que indicam os números do Ibope

As rádios que fazem jornalismo em Florianópolis disputam minuto a minuto a liderança no Kantar Ibope, conforme publicado por este Portal no início da semana

CBN e o fator Roberto Alves

Roberto Alves, aos 83 anos, se prepara para uma justa merecida aposentadoria depois de uma longa e vitoriosa carreira no rádio e na tv. É

Making of se renova aos 16 anos

Entregamos hoje aos leitores o novo design do Portal Making Of, quando chegamos aos 16 anos de atividades no formato “informação e opinião”. A ideia

O sucesso da Raquel incomoda

Raquel Krähenbül, 41 anos, é correspondente da Globo em Washington desde 2006 e ocupa posição de destaque entre os jornalistas que cobrem a Casa Branca.

Jornalistas ou influenciadores?

A desastrada experiência da Globo colocando influenciadores em vez de repórteres na transmissão do carnaval da Sapucaí não deve evitar mais experiências semelhantes. Ela, e