22 C
fpolis
22.2 C
fpolis
terça-feira, 24 maio, 2022

Entrevista com Lúcia Helena Vieira, diretora de Comunicação da Alesc

Últimas notícias

[ad_1]

Entrevista com Lúcia Helena Vieira, diretora de Comunicação da Alesc

Divulgação

O Portal Making Of apresenta nesta segunda-feira, 14, uma entrevista exclusiva com a jornalista Lúcia Helena Vieira, que retorna, depois de um ano, ao cargo de diretora de Comunicação do Legislativo Estadual (Alesc). 

Com mais de 30 de experiência profissional, Lúcia Helena fundou a Casa da Imagem, Consultoria em Comunicação. Tem passagens pelos mais importantes jornais de Santa Catarina (“DC”, “O Estado” e “A Notícia”) e, como freelance, em “O Estado de São Paulo” e em “O Globo”. Foi presidente da Associação Brasileira das TVs e Rádios Legislativas (ASTRAL) e é vice-presidente da Associação Catarinense de Imprensa (ACI).

Além disso, é autora de dois livros (História do Rádio em Santa Catarina, em parceria com Ricardo Medeiros, e Tribunal de Justiça de Santa Catarina – Memórias dos 110 anos, em parceria com Orivalda Lima Silva) e organizadora de outros seis, além de integrar a coletânea Reportagens Inesquecíveis – O Jornalismo atuante em Santa Catarina de 1970 a 2000.

 

Confira entrevista na íntegra:

Portal Making Of: Você está voltando a ocupar a direção de comunicação da Alesc. Qual sua meta nessa nova gestão?

Lúcia Helena Vieira: Minha meta é seguir a orientação do presidente Moacir Sopelsa no sentido de conduzir a Comunicação da Assembleia Legislativa para que divulgue o trabalho dos deputados, nas diversas mídias, de forma precisa, transparente e ágil. A Diretoria de Comunicação é uma grande agência de notícias que abastece os veículos de todo o Estado, sejam eles grandes ou pequenos. Todos os deputados são importantes, assim como todos os veículos de comunicação, e merecem de nós a devida atenção, respeito e disponibilidade.

 

Portal Making Of: Você entende que a Alesc está se comunicando devidamente com o eleitor ou há algo que poderia ser diferente?

Lúcia Helena Vieira:  O Poder Legislativo, na minha visão, precisa se comunicar com o cidadão, seja ele eleitor ou não. Nesse público incluo crianças, adolescentes e adultos que não precisam mais votar. Acredito que tanto a Assembleia quanto a comunicação de modo geral estão em constante evolução e nosso papel é procurar enxergar isso e evoluir também. Acredito também que sempre podemos melhorar, avançar e aprender. Nesse sentido, vamos trabalhar para cada vez mais aproximar o Legislativo das pessoas, mostrando o que fazem, como trabalham e o que defendem os nossos deputados, utilizando da melhor forma todos os canais disponíveis. Além disso, vamos manter as portas sempre abertas à imprensa e às suas demandas.

 

Portal Making Of: Já examinou como será a programação da TV Alesc em ano eleitoral? E a postura?

Lúcia Helena Vieira:  Ano eleitoral sempre traz diversas limitações que precisamos respeitar. Mas, no fundo, não impõe grandes mudanças. Explico: a legislação eleitoral impõe restrições à divulgação de atividades parlamentares apenas para assegurar a todos os candidatos igualdade de condições nas eleições, sejam eles parlamentares ou não. A orientação a todos os veículos de comunicação da Assembleia é de mostrar à sociedade as atividades, os projetos, os debates e as ideias que ali são desenvolvidos, sem pessoalizar ou favorecer quem quer que seja. É informar. Não é promover, nem fazer proselitismo político. Acho que a postura deve obedecer aos critérios jornalísticos, com isenção. Mas isso não apenas nos períodos eleitorais. Deve ser sempre assim.

 

Portal Making Of: Que pontos você destaca como importantes na legislação eleitoral na relação com a mídia em geral este ano?

Lúcia Helena Vieira:  A Resolução nº 23.610, do Tribunal Superior Eleitoral, que regulamenta as eleições deste ano é bem clara quando trata do uso da internet por candidatos e partidos políticos e quando proíbe o impulsionamento de mensagens por apoiadores. A Resolução também deixa claro que não será considerada propaganda eleitoral a manifestação de opinião pela imprensa. Esses dois pontos são muito importantes, na minha visão, porque objetivam impedir o abuso de poder econômico também na internet e, com relação à imprensa, porque preserva, distingue, a prática do jornalismo e da análise política, da propaganda eleitoral. Isso não pode ser confundido e nem pode coibir o trabalho da imprensa na cobertura das eleições.

    

Portal Making Of: Entende que em ano de eleições a função de comunicar é mais importante?

Lúcia Helena Vieira:  A comunicação, a meu ver, é sempre muito importante, mas em ano eleitoral é fundamental. Considero que a imprensa é um dos pilares que sustentam a democracia. O papel da imprensa é imprescindível na cobertura do processo eleitoral e a legislação não pode ser usada como pretexto para não dar todo o espaço possível aos candidatos e ao debate de ideias. Às vezes, os veículos, com receio de ferir a legislação, preferem deixar os candidatos fora da programação e isso é muito prejudicial à democracia. Quanto menos acesso o cidadão tiver aos candidatos, às suas histórias de vida e às suas ideias, mais chances têm de errar, de se deixar levar por aparências e pela propaganda bonita.

 

Portal Making Of: Você esteve na mídia tradicional há alguns anos e depois optou pelo serviço público. Quais as diferenças?

Lúcia Helena Vieira: Quando trabalhava em redação e cobria algum tema ou situação polêmica, sempre me perguntava: a quem estou servindo? Isso para me certificar de estar a serviço do leitor, do cidadão, que lê jornal em busca de informações isentas. O compromisso do jornalista, seja em que lado estiver, na minha opinião, tem que ser sempre com o cidadão. Assim também vejo o jornalista que trabalha na comunicação do Poder Legislativo. Todos estão ali para mostrar às pessoas o que se passa naquele ambiente, quem são seus representantes, o que defendem etc. Porém, no serviço público, especialmente no Legislativo, que é muito criticado no Brasil, o trabalho é maior, porque nós precisamos lembrar o tempo todo a importância e o valor do Parlamento para a sociedade democrática, mesmo que ele seja imperfeito, que às vezes tenha problemas.

   

Portal Making Of: Uma mensagem final.

Lúcia Helena Vieira: Como já disse, na minha opinião, a imprensa é fundamental para a democracia e a comunicação de modo geral é igualmente muito importante. Espero que possamos evoluir sempre, nós jornalistas, no sentido de nos conscientizarmos do nosso papel e da responsabilidade que está implícita nele para resgatarmos a credibilidade do jornalismo e banir para todo o sempre a desinformação e a produção desenfreada das fake news que só servem aos oportunistas e em nada contribuem para o conhecimento da realidade e o amadurecimento político da sociedade.

[ad_2]

Source link

Anselmo Prada
Jornalista, produtor e gestor de conteúdo, pessoas e eventos. Foi repórter, editor, coordenador de reportagem, editor-chefe do Jornal do Almoço, chefe de redação da RBS TV e gerente de programação NSC/Globo em Santa Catarina. Além do jornalismo, desenvolveu e dirigiu diversos projetos de entretenimento para a televisão. Com carreira destacada na comunicação catarinense, se interessa com mais profundidade sobre o que fazem as pessoas, em todas as áreas, como elas mostram suas particularidades, desenvolvem seus projetos, criam oportunidades, oferecem ajuda aos outros e como estão inseridas dentro da imensa diversidade de um mundo cada vez mais plural. Um observador da vida, buscando histórias e percebendo o que existe de único e inspirador em cada pessoa ou lugar. No Portal Making Of traz semanalmente os destaques de gente e lugares que estão em conexão com o tempo e preparando o futuro. Contato: e-mail pradafloripa1@gmail.com, WhatsApp (48)99163-6710 e Instagram @anselmoprada.
Mais notícias para você
Últimas notícias

CNN Brasil reforça compromisso com os fatos em novo posicionamento

A CNN Brasil lançou nesta semana um novo posicionamento de marca: “CNN Brasil, você por dentro de tudo”, que...
.td-module-meta-info { font-family: 'Open Sans','Open Sans Regular',sans-serif; font-size: 14px !important; margin-bottom: 7px; line-height: 1; min-height: 17px; } .td-post-author-name { font-size: 14px !important; font-weight: 700; display: inline-block; position: relative; top: 2px; }