Portal Making Of

Ação e Comédia coloca Florianópolis no centro de disputas de facções no filme “Amadeu e a Madeira”

Fotos: Dario de Almeida Prado

No último domingo o Centro de Florianópolis foi ocupado pelas locações do filme “Amadeu e a Madeira”, do diretor Luiz Fernando Machado. Algumas ruas e pontos turísticos serviram de cenários para as gravações do longa.

A nova produção da Companhia Boanova Cinema Regional trata-se de uma comédia de ação e o enredo principal é uma guerra entre facções. Cenas de tiroteios e explosões ao ar livre contam com a participação da equipe especializada de efeitos especiais Carrasco Team de São Paulo, que veio à capital catarinense exclusivamente para as gravações do longa.

O filme é uma comédia de ação baseada no livro homônimo de autoria do catarinense Luiz Fernando F. Machado. A sua última obra cinematográfica foi “Albertina”, premiada em vários festivais ao redor do mundo. O novo filme do diretor começou a ser rodado no começo deste ano e mostra a guerra entre duas facções catarinenses, a Delegacia de Combate às Facções, além de uma disputa internacional que brinca com a “Guerra Fria”.

Para o diretor Luiz Fernando, “Amadeu e a Madeira “é um filme cujo gênero é muito raro na América Latina. Uma comédia adulta que irá projetar as particularidades de nossa identidade catarinense, que será apreciada em todos os cantos do Globo e está longe de ser mais um filme careta”, ele define. Entre os cenários de destaque do filme de ação, cuja trama da guerra entre as facções está repleta de perseguições, tiroteios e explosões ao ar livre estão a Ponte Hercílio Luz, a avenida Beira-mar Norte, a Ponta do Coral, a avenida Hercílio Luz, o Largo da Catedral, entre outras locações. A estreia do filme ainda não foi definida.

__________________________________________

“Lagrimas do Mar” chega em Florianópolis com Arnaldo Antunes e Vitor Araújo

Foto: José de Holanda

“Um disco que tem uma vontade engasgada de chorar”. Essa é uma das maneiras que Arnaldo Antunes define o álbum “Lágrimas no Mar”, feito em parceria com o pianista pernambucano Vitor Araújo. Rodando o mundo e o Brasil, pela primeira vez o show chega a Florianópolis, no dia 17 de maio, sexta-feira, às 21 horas, no palco do Teatro Ademir Rosa, no Centro Integrado de Cultura.

Além das músicas deste trabalho, o repertório da apresentação lista também canções do disco “O Real Resiste”, lançado pelo cantor e compositor paulistano em 2020. Este, inclusive, foi o ponto de partida para definir os contornos de Lágrimas no Mar. “Estávamos ensaiando para o show de “O Real Resiste” quando fomos surpreendidos pela pandemia”, comenta Arnaldo Antunes. “A troca com o Vitor foi um acerto e partimos daqueles ensaios para criar as novas narrativas e extensões sonoras do Lágrimas no Mar”, ele comenta.

Em formato voz e piano, Arnaldo e Vitor sobem ao palco para executar um setlist que parte da introspecção, mas que, em contato com o público, ganha dimensões de sentimento compartilhado. “Fim de Festa”, “Como 2 e 2” e “Lágrimas no Mar” são dadas como certas no repertório, que terá também composições de outras fases da carreira de Arnaldo Antunes e poemas entoados ao longo da apresentação. Os ingressos estão à venda no site www.diskingressos.com.br .

__________________________________________

O choro de Maria Rita por Marielle

Foto: Reprodução/Redes Sociais

A 10a. edição da Maratona Cultural de Florianópolis ainda está sendo celebrada pelos organizadores. Em três dias de programação, no último final de semana, foram muitos momentos especiais que tornam o evento cada ano mais grandioso, pela sua diversidade e pluralidade de atrações oferecidas ao público. Nas redes sociais há muitos registros do público, cada um com sua representatividade e valor cultural.

Eu me junto a muitos para registrar um dos momentos mais emblemáticos da Maratona. Num domingo de história, com a revelação dos supostos mandantes e os motivos do assassinato da vereadora carioca Marielle Franco, um crime emblemático, com repercussões mundiais, e que vai muito além da execução da Marielle e Andesrson Gomes. A cantora Maria Rita, que fez o show de encerramento da Maratona, homenageou Marielle quando cantou a música “O Bêbado e a Equilibrista”, com voz embargada e lágrimas, o que teve resposta imediata do público que devolveu à cantora aplausos e o refrão que acompanha os seis anos da morte da vereadora, “Marielle Presente”!

__________________________________________

“Sob Medida – Nany canta Fafá”

Foto: Divulgação

Nany People é grande admiradora da cantora Fafá de Belém. E para homenageá-la , preparou uma turnê pelo Brasil com o show “Sob Medida – Nany canta Fafá”, que chega a Florianópolis nesta sexta-feira, dia 29 de março, às 20h, no Cinemark Floripa Shopping.

O espetáculo reúne músicas, muito humor e emoção, com o multitalento da atriz, comediante e cantora, em que apresenta histórias e curiosidades de sua trajetória, com momentos marcantes que foram embalados com a trilha sonora de Fafá de Belém em sua vida, que inclui hits como “Sob Medida”, “Meu disfarce”, “Dentro de Mim Mora um anjo”, “Nuvem de Lágrimas ” entre outros, por meio de uma curadoria linear entre Nany People e a própria Fafá de Belém. Quem assina a direção artística do espetáculo é Marcos Guimarães. O show tem produção local da C5 Produções e os ingressos estão à venda no site www.c5producoes.com.br .

__________________________________________

Cena 11 faz turnê em Santa Catarina

Foto: Cristiano Prim

O Grupo Cena 11 está de volta aos palcos e na próxima semana abre turnê por várias cidades catarinenses com o espetáculo “Eu não sou eu em mim – Estado de Natureza: Procedimento 01”, começando por Florianópolis na sexta-feira da próxima semana, dia 04 de abril, no Teatro Ademir Rosa (CIC), às 21 horas, com ingressos esgotados. Nas demais cidades há ingressos e estão disponíveis na plataforma Sympla gratuitamente: Jaraguá do Sul (08/04), Itajaí (10/04), Joinville (13/04) e Blumenau (23/04).

O espetáculo propõe um contraponto anarco coreográfico sobre o conceito de “povo brasileiro”, presente na obra do antropólogo Darcy Ribeiro (1922-1997), com o objetivo de horizontalizar hierarquias entre linguagem e comportamento. Com concepção e direção de Alejandro Ahmed, a obra é o primeiro procedimento de aplicação teórico-prática do novo projeto do grupo, que utiliza dispositivos estruturados em inteligência artificial para construir um ecossistema coreográfico.

Em cena, 10 integrantes da coreografia, além de um pianista interagem com dispositivos tecnológicos e suas interfaces autônomas dando vazão, segundo Alejandro Ahmed, a “uma dança proposta como um ecossistema algorítmico” . Um ambiente que retroalimenta a dança, a palavra, o som e imagens, onde “o artificial é a ordem natural”.

Mais detalhes na rede social do Cena 11 @grupocena11ciadedanca .

__________________________________________

Lições de fotografia de moda

Foto: Acervo Sérgio Sakakibara

O Museu da Imagem e do Som de Santa Catarina (MIS/SC) está com inscrições abertas para uma série de quatro palestras sobre Fotografia de Moda, proferidas pelo professor Sérgio Sakakibara. Os encontros virtuais serão gratuitos e ocorrerão às terças-feiras, das 8h30 às 10h30, nos dias 3, 10, 17 e 24 de abril.

As inscrições podem ser feitas, até esgotarem as vagas, por meio do formulário disponível em: https://forms.gle/H7vpZ6s3W8sAd1pT9 .

O conjunto de palestras abordará a história da fotografia de moda em suas várias vertentes e usos, os principais fotógrafos da área e suas práticas, os meios de circulação da imagem, a situação atual e perspectivas. O público-alvo é preferencialmente de profissionais e estudantes de Moda e Fotografia.

__________________________________________

“BACO”, vinho e espumantes na arte

Foto: Eula Maciel

O fotógrafo Tonico Alvares buscou na produção de vinhos e espumantes da Villa Francioni a inspiração para a nova exposição da vinícola. Das centenas de imagens capturadas, o fotógrafo selecionou 12 que sintetizam a temática e integram sua mais nova exposição individual. Segundo o artista, as fotografias são o registro das baixas luzes do ambiente e da pós-produção para a abertura das cores. Como resultado, uma celebração gráfica do deus do vinho diretamente das caves. O título da exposição não poderia ser outro: ‘BACO’, o deus do vinho e da alegria na mitologia greco-romana”, explica Tonico Alvares. A exposição do artista segue na Galeria de Arte da Villa Francioni, em São Joaquim, na Serra Catarinense, até o dia 7 de julho, com entrada gratuita.

Tonico Alvares (Foto: Alice Pasqualini)

__________________________________________

“Corpos e Cenas”

Fotos: Mariana Eli, Amanda Longhi e Viviane D’Ávila

Celebrando o mês da mulher, a Escola de Fotografia e Arte Câmera Criativa, de Florianópolis, reuniu o trabalho de fotógrafas amadoras na exposição ‘Corpos e Cenas: pelo Olhar DELAS’. Segundo Luíla Vomero, que é coordenadora da Escola, a mostra é resultado de uma convocatória pública para a participação de fotógrafas mulheres na exposição. Com curadoria da artista visual Lilian Barbon, 20 fotógrafas amadoras e profissionais, de Florianópolis e outras cidades brasileiras, foram selecionadas.

Com visitação gratuita, a exposição poderá ser vista até o dia 20 de abril de 2024 na Galeria do Espaço Cultural Câmera Criativa, no Centro de Florianópolis.
__________________________________________

Sabor coreano em Floripa

Foto: Jonathan.Cho

A Chef e empresária Kátia Maczewski celebra o bom momento em que Florianópolis está descobrindo o sabor da comida coreana. Com muitas receitas que a brasileira aprendeu com sua sogra coreana, Kátia investiu no sabor da Coréia do Sul para criar um ponto novo para quem gosta de explorar a gastronomia asiática.

Tudo começou pouco antes da pandemia, quando a empreendedora abriu o restaurante, mas devido à Covid teve que fechar, como tantos outros negócios.

Depois que a pandemia foi controlada, Kátia voltou a seguir seu plano e abriu um pequeno restaurante no centro de Florianópolis. Foi então que o negócio deu certo e suas comidas coreanas ganharam o paladar de mais e mais fregueses. Para atender a demanda, ela abriu DoshiraKorea num lugar maior, na Rua Altamiro Guimarães.

Sua ideia foi criar um espaço que refletisse todo o seu amor à cultura coreana e, ao mesmo tempo, transportasse o cliente a um mundo rico em história e beleza.

Detalhe, para homenagear Florianópolis o cardápio ganhou um prato especial chamado “Ixpia”, que pode ser acompanhado da bebida típica da Coreia do Sul, o Soju, que também está presente em vários drinks do Doshira Korea.

Chef Kátia Maczewski

__________________________________________

“Somos Todos Buteco”

Foto: Divulgação

O já tradicional concurso de comida de “buteco” tem data para acontecer em 2024. De 5 a 28 de abril, o primeiro e maior concurso de “butecos” do Brasil convoca a comunidade botequeira a eleger o melhor buteco do país, com o lema “Somos Todos Buteco”. Com esse slogan de campanha o concurso, que comemora 24 anos de existência, sendo a 6ª edição de Florianópolis, reitera mais uma vez o buteco como um grande protagonista da sociabilidade brasileira e demarca a existência de uma “cultura de buteco”. De Norte a Sul do país, em todas as regiões, o público é convidado a se engajar nessa grande eleição nacional envolvendo mais de mil botecos.

Saiba mais em comidadibuteco.com.br .

__________________________________________

Fico por aqui, uma ótima Páscoa e até a próxima semana.

Os colunistas são responsáveis por seu conteúdo e o texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal Making of.

Compartilhe esses posts nas redes sociais:

RELATOS DO INUSITADO

Documentário que revela as experiências vividas por seis brasileiros em cinco diferentes países: Brasil, Portugal, Espanha, Estados Unidos e Nova Zelândia.

OLODUM SUL

Imagine o som dos tambores lá no Pelourinho, em Salvador, e aquele arrepio que só o Olodum pode causar. Imagine o som dos tambores anunciando a abertura da Escola Olodum Sul, a primeira fora da Bahia.

Tudo pela vida

Nos últimos tempos a questão do cuidado paliativo ganhou espaço no Brasil, e daqui para frente a tendência é que se torne ainda mais presente nas preocupações da sociedade.

EXUPÉRY NA ILHA

A Ilha de Santa Catarina tem mais um bom motivo para continuar guardando as lembranças de uma das histórias que atravessam gerações, a presença do escritor Saint-Exupéry por aqui há mais de cem anos, mais precisamente na Praia do Campeche.

Na defesa da boa estética

Uma jornada na estética avançada e incansável em chamar a atenção para os cuidados com os tratamentos.

Vai pra Piri

Sabe aquele lugar que te convidam para viajar e que você pouco ou quase nada ouviu falar? Mas basta uma pesquisa rápida e surge de imediato o interesse de conhecer?

LADO B DA PESCARIA

Procurar um lugar não visitado para uma pescaria esportiva, contando com a sorte e bom humor. Assim tem sido boa parte da vida do casal Carlos Henrique Iotti e Anna Tscherdantzew.

25 ANOS DO FAM

Está chegando mais um Florianópolis Audiovisual Mercosul (FAM).