Portal Making Of

Convocado para as Olimpíadas de Paris, Ramon Abatti Abel vai apitar a final Catarinense entre Criciúma x Brusque

Ramon realiza sonho em atuar nas Olimpíadas Foto: Divulgação

O árbitro catarinense Ramon Abatti Abel, 33 anos, que ostenta o escudo FIFA, foi convocado para trabalhar nas Olimpíadas de Paris, entre 24 de julho e 10 de agosto. No sábado vai dirigir a final Catarinense entre Criciúma x Brusque, 16h30min, no Estádio Heriberto Hülse. Um prêmio para o belo trabalho que realizou ao longo da competição e uma tranquilidade para o espetáculo.

Ramon Abatti Abel na final Catarinense 2024                              Foto: Divulgação/WEB

Ao seu lado nas Olimpíadas estará a paranaense Edina Alves, vinculada hoje à Federação Paulista. Foram convocados também os assistentes Neuza Inês Bach, de Santa Catarina, além de Rafael Alves (RS), Fabrini Bevilaqua (SP), Guilherme Dias Camilo (MG) e Daniane Muniz (SP), que vai atuar no VAR.

Ramon Abatti Abel tem 10 anos de arbitragem profissional, sendo árbitro desde os 23 anos atuando em Santa Catarina. É natural de Turvo (SC), formado em direito e desde 2020 atual na Série A do Brasileirão. Sua estreia foi no jogo Atlético Mineiro x Red Bull Bragantino, em setembro. Desde então tem atuado com regularidade nas competições nacionais e internacionais.

Em Santa Catarina já dirigiu várias finais, inclusive a final do ano passado entre Brusque x Criciúma, com a conquista do Tigre. Ano passado dirigiu Al-Hilal e Al-Ettifaq, a convite da Federação Saudita para o campeonato local.

O futebol do Brasil está fora das olimpíadas, fato que pode levar Ramon Abatti Abel à final da competição. Competência não faltará para chegar ao momento histórico.

Os colunistas são responsáveis por seu conteúdo e o texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal Making of.

Compartilhe esses posts nas redes sociais:

Virada do Figueira empolga torcida

O Figueirense fez o que precisava ao vencer a Aparecidense e voltar ao G-8, objetivo nesta fase do Brasileiro da Série C. O que virá

Deixem Gustavo Morínigo trabalhar

Os bons trabalhos recentes no Coritiba e no Ceará são excelentes referências de Gustavo Morínigo, 46 anos, novo técnico do Avaí para a sequência da