Portal Making Of

Floripa respira clima do clássico; Quem chega melhor para sábado: Figueirense ou Avaí?

O Estádio Orlando Scarpelli será palco sábado (17), 16h30min, do clássico 453, válido pela nona rodada do Campeonato Catarinense 2024. Quem chega melhor para o confronto? O Figueirense está na frente do Avaí, tem 12 pontos contra 11 do coirmão e vem de vitória sobre o Nação fora de casa, enquanto o Leão da Ilha perdeu em casa para o Criciúma por 3 x 2. O alvinegro apresenta estrutura coletiva mais sólida por conta do trabalho apurado do técnico João Burse. Faz poucos gols, mas também tem a defesa menos vazada ao lado de  Criciúma e Brusque. O Avaí demonstra dificuldades em equilibrar defesa e ataque, faz muitos gols, mas tem a defesa mais vazada da competição. Barroca terá os desfalques de Giovanni e Hygor por lesão, ausências importantes no seu plano de jogo. Clássico não dá para apontar favorito, tudo pode acontecer, mas um encontro como este sempre mexe com a paixão do torcedor e com a cidade de uma maneira geral. Um confronto que acumula muitas histórias ao longo do centenário do clássico a ser completado no próximo dia 13 de abril, data do primeiro jogo em 1924, vitória alvinegra por 4 x 3.

Campeonato à parte

Clássico tem quase 100 anos de história Foto: Frederico Tadeu/Avaí FC

Clássico é um jogo diferente, um campeonato à parte dentro do Catarinense. Mexe com os nervos do torcedor pela rivalidade construída ao longo de um século. Na história, o Figueirense tem 160 vitórias, 145 empates e 147 derrotas. O Figueira marcou 567 gols contra 604 do Avaí. No Estádio Orlando Scarpelli, palco do jogo, foram 62 vitórias do Figueirense, contra 42 vitórias do Avaí e 62 empates.

Barroca

Barroca preocupado em achar soluções Foto: Leandro Boeira/Avaí FC

Há muitos questionamentos a respeito do trabalho do técnico Barroca e de sua continuidade em caso de derrota no clássico. Claro que não, é início de um trabalho e seria um erro do Avaí uma eventual troca de comando. Há muito trabalho pela frente, o Avaí está classificado e o importante será o momento de decidir a competição, nas quartas de final. Barroca vai encontrar o equilíbrio, aproximar os blocos, melhorar as escolhas e tem tem qualidade para isso no elenco. A torcida esta irritada com o técnico e tem razão, mas querer demitir Barroca agora é agir com emoção. A razão indica que com alguns ajustes,  Barroca encontrará um futuro melhor para a equipe.

Ingressos

Estádio Orlando Scarpelli, palco do clássico no sábado

O Figueirense divulgou o preço dos ingressos para o clássico. Preços normais para um jogo importante. Bom lembrar que a renda é dividida, tiradas as despesas. O clube vai cobrar R$ 80,00 para os visitantes, com R$ 40,00 para a meia entrada. Todos esperavam preços mais salgados para os visitantes. Bem diferente, por exemplo, dos R$ 200,00 que o Avaí cobrou para os torcedores do Criciúma, com a justificativa de reciprocidade. O Criciúma cobra sempre R$ 200,00 para os seus visitantes em jogos no Estádio Heriberto Hulse. Os ingressos para o clássico começam a ser vendidos a partir de quinta-feira (15) nas bilheterias do Scarpelli. Para a torcida do Avaí, ingressos à venda na Ressacada até sexta-feira. No sábado, dia do jogo, somente na bilheteria do Scarpelli. Menores de 12 anos têm entrada gratuita, direto nas catracas do estádio.

Pior defesa 

Há muita preocupação com os números do Avaí. Pior defesa do Catarinense. Porém, tem o melhor ataque. O Leão da Ilha está com a classificação encaminhada, mas o torcedor não se conforma com tanta facilidade para os adversários. São erros acumulados e gols incríveis. Até o goleiro Igor Bohn tem falhado. Na derrota para o Criciúma ficaram evidentes as fragilidades azurras. Distância entre as linhas e ausência de trabalho coletivo mais apurado. Barroca precisa encontrar soluções, melhorar a distância entre as linhas e não ceder tantos espaços ao adversário. O clássico preocupa o técnico Barroca e o torcedor azurra.

Criciúma 

Criciúma foi sempre superior ao Avaí e mereceu vencer no encontro mais esperado         Foto: Léo Piva

Atual campeão catarinense e nosso representante na Série A, o Criciúma confirmou na vitória sobre o Avaí que é a melhor equipe da competição. Está muitos furos acima dos demais concorrentes. Joga futebol forte coletivamente e tem equilíbrio entre seus compartimentos. Além, é claro, de qualidade individual. Claudio Tencati é um comandante longevo, boa visão de jogo e comando sobre o grupo. O terceiro gol diante do Avaí, quando estava com um atleta a menos em campo, foi um belo exemplo. Envolveu o adversário com toques rápidos, qualidade nos passes e chegou ao gol de Felipe Matheus, um de seus destaques, com incrível tranquilidade.

Arbitragem ruim

Bauermann não foi bem de novo  Foto: Léo Piva

Não foi bem o árbitro Gustavo Ervino Bauermann dirigindo Avaí x Criciúma. Confuso nas decisões e exibindo muitos cartões amarelos e dois vermelhos. É sua segunda arbitragem contestada no Estadual. A expulsão do zagueiro Rodrigo, do Criciúma, aos 30 minutos do primeiro tempo, foi confusa e gerou discussão a respeito dos termos que foram usados. Afinal, o que é um desabafo normal, um palavrão, num ambiente poluído como o do futebol, onde todos se xingam e se cobram de forma não protocolar. Ou uma ofensa grave para cartão vermelho. O árbitro precisa atuar como mediador, saber entender determinados desabafos, procurar conversar e acalmar os ânimos. Se for mostrar vermelho para todo palavrão, os jogos não terminam. A disciplina e obediência às regras são fundamentais, mas é importante também punir o jogo violento. O que nem sempre acontece. Ninguém pode passar do ponto sob risco de prejudicar o espetáculo.

Avaí Feminino no Scarpelli 

Avaí/Kindermann enfrenta o Cruzeiro para chegar à decisão      Foto: Fabiano Rateke / Avaí FC

Pela Supercopa do Brasil Feminina nesta quarta-feira (14), 19 horas, com transmissão para todo o Brasil, o Avaí enfrenta o Cruzeiro. O Figueirense emprestou o estádio ao coirmão para a disputa desta competição, uma exigência da CBF, estádio com mais de 10 mil torcedores. O Avaí só está jogando no Scarpelli porque o gramado da Ressacada está daquele jeito, sem condições, fato que irritou também o torcedor avaiano. Quem passar neste confronto, fará a final no próximo domingo de manhã com o vencedor de Corinthians x Ferroviária.

Gramado com problemas

Gramado ruim da Ressacada        Foto: Léo Piva

Chama a atenção a baixa qualidade do atual gramado da Ressacada, trocado antes de iniciar a temporada. Havia prazos para estar pronto, mas não ficou. O presidente Rubens Angelotti, da FCF, disse que não sabia que o gramado seria reformado. Uma surpresa. Muitos problemas apareceram nos últimos jogos do Avaí em casa, principalmente contra o Criciúma. O lateral Marcelo Hermes, do Tigre, tropeçou e caiu num buraco com a grama fofa. Perigoso demais para uma lesão mais séria. João Paulo, meia do Avaí, ficou irritado e chutou um pedaço de grama que o fez errar chute na frente da área. Algo precisa ser feito com urgência para recuperar ou proteger os atletas de lesões. A Federação Catarinense de Futebol visitou vários estádios na pré-temporada e cobrou qualidade. Deve fazer o mesmo com o Avaí agora.

 

 

Os colunistas são responsáveis por seu conteúdo e o texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal Making of.

Compartilhe esses posts nas redes sociais:

Virada do Figueira empolga torcida

O Figueirense fez o que precisava ao vencer a Aparecidense e voltar ao G-8, objetivo nesta fase do Brasileiro da Série C. O que virá

Deixem Gustavo Morínigo trabalhar

Os bons trabalhos recentes no Coritiba e no Ceará são excelentes referências de Gustavo Morínigo, 46 anos, novo técnico do Avaí para a sequência da

Jogo em clima de decisão na Ressacada

O torcedor azurra tem motivos especiais para ir em bom número ao Estádio da Ressacada na noite desta sexta-feira (12). O confronto Catarinense na Série