Portal Making Of

AINDA MAIS MILIONÁRIO

AINDA MAIS MILIONÁRIO
Aviation Gin/Divulgação

O mês de agosto chegou ao fim com uma gigantesca fusão no ramo de bebidas. A Diageo (dona de marcas como Johnnie Walker, Ciroc, Smirnoff, Tanqueray e Guiness) anunciou a compra da Avion Gin (entre outras marcas) da Davos Brands. O negócio é estimado em US$ 610 milhões. O ator Ryan Reynolds era um dos investidores, além de garoto propaganda da Aviation. E, óbviamente, um dos grandes beneficiados pelo negócio milionário.

___________

 

AUTOSSERVIÇO 

Coluna costuma apresentar novidades tecnológicas que movimentam o mercado de bebidas. Eis mais uma delas:

Uma das apostas para o verão é um sistema de automação de uma empresa de Ribeirão Preto, a Take & Go. Como bem mostra o vídeo, a geladeira tem controle de estoque, é liberada por um aplicativo de celular e debita a despesa automaticamente no cartão de crédito do usuário – tudo sem a necessidade de um atendente. Segundo a empresa o foco, por enquanto, são condomínios.

___________

 

REAJUSTE


Heineken/Divulgação

A Heineken, anunciou que está aumentando em 5% o preço da cerveja oferecida no mercado brasileiro. A medida tem o objetivo de equalizar os custos de operação, já que boa parte dos insumos são importados e, com a alta do dólar, ficaram mais caros.

___________

 

CRIATIVIDADE À PROVA


Budweiser/Reprodução

Que o brasileiro é muito humorado e super criativo, não há dúvida. A prova é a enxurrada de memes que surge a cada deslize de um artista, atleta ou político. Para esse pessoal a coluna traz uma boa notícia:

A unidade norte-americana da Budweiser está em busca de um talento dos memes para assumir um posto inusitado: Chief Meme Officer. O profissional escolhido deve ficar responsável por criar campanhas da hard seltzer, um segmento relativamente novo de bebidas. O job dura três meses e o salário é de US$ 5 mil dólares por mês. Não há restrição a nacionalidade, mas as sacadas precisam fazer sentido pros norte-americanos, claro.

Se interessou? Então é preciso ter mais de 21 anos e se inscrever nesse link até o dia 18 de setembro. Mesmo quem não for escolhido, vai concorrer a um suprimento de hard seltzer para três meses.


Smirnoff/Divulgação

Mas afinal, que bebida é essa? As seltzers costumam ser feitas a partir de água, minerais corretores de água e de pH, uma fonte de açúcar neutra (geralmente açúcar refinado de cana), suco de fruta, extrato ou essência de fruta e levedura. O método de produção varia entre as marcas, podendo ser fermentadas ou destiladas após a fermentação. A bebida não tem glúten, e possui menos calorias e carboidratos que a cerveja – embora tenha o mesmo teor alcoólico de uma pilsen (por volta de 4%). É um segmento que, junto com as bebidas prontas para consumo, tem apresentado um potencial tremendo, especialmente entre os millenials.


reprodução internet

A bebida surgiu em 2016 mas, como dá para perceber pelas fotos acima, provocou uma corrida de grandes marcas como Samuel Adams, Corona, Smirnoff, entre outras. Por aqui a Ambev tem importado a Mike´s Sparkling Water, e começa produzir a nacional Isla, encontrada no e-commerce da empresa. Entre as pequenas, a Jovi é a primeira a oferecer o produto. A empresa está ainda restrita ao mercado paulista, mas tem atendido outras regiões do país graças às vendas pela internet. Entre as cervejarias artesanais, a carioca Three Monkeys é a pioneira na categoria, com a Hintz.

Como deu para perceber, as hard seltzer são efervescentes. Tão efervescente quando o mercado que começa a ser desbravado…

Os colunistas são responsáveis por seu conteúdo e o texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal Making of.