Novembro 03, 2019

BRINDANDO O HALLOWEEN

BRINDANDO O HALLOWEEN

O Dia das Bruxas, tradição importada dos Estados Unidos pelas escolas de idiomas, ganha cada vez mais força no Brasil. Lojas têm sido decoradas no fim de outubro, escolas fazem festas temáticas e até a programação dos cinemas tem se ajustado ao calendário para apresentar filmes de terror ou suspense. Mas é lá fora que a data movimenta de fato o comércio e instiga os empresários a produzir artigos, digamos, interessantes – inclusive para o público adulto. A coluna selecionou cinco bebidas alcoólicas produzidas especialmente para a data:



DOOM Bone/Divulgação

1 – A vodka DOOM Bone é considerada a única do mundo a usar ossos durante o processo de destilação. A matéria-prima vem de um renomado açougue de Londres. A garrafa custa em torno de R$ 250 e pode ser comprada pela internet.

2 - Do México, vem a tequila que tem como embalagem simpáticas garrafas de porcelana em forma de Calaveira (caveiras do Dia de Los Muertos). A embalagem de 700 ml custa em torno de R$ 300. A Kah Tequila tem três variedades: Reposado, Anejo e Blanco e pode ser comprada também pela internet.


Ghost Gin/Divulgação

3 – Não gosta de tequila? Então que tal um gin com ingredientes que parecem ingredientes de uma poção? Cascas de cassia, pó de raiz de alcaçuz, raiz de orris, coentro e zimbro. O Ghost Black vem em uma garrafa escura, com uma caveira ao centro, no melhor estilo Halloween.

4 – Outra opção é o rum Pumpkin Face, que tem uma garrafa em forma de abóbora. Produzido na República Dominicana em 1980, ele passou 23 anos em barris de carvalho e depois foi transferido para tanques de aço inox, antes de ser engarrafado. Custa uns R$ 370 lá fora.


Diamond Distillery/ Divulgação)

5 – Para finalizar, que tal um rum 12 anos com o singelo nome “Kill Devil”? O single cask é destilado na Guiana Inglesa e também pode ser comprado pela internet. Na Amazon do Reino Unido custa salgados R$ 420

___________________________

 

PATRIMÔNIO IMATERIAL


Liquor.com/Reprodução

A caipirinha foi reconhecida na última semana como patrimônio imaterial do estado do Rio de Janeiro. A iniciativa é da Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro e marca os 100 anos da criação do mais famoso drink brasileiro.

A bebida é feita apenas de limão, cachaça, gelo e açúcar, e foi criada na região de Piracicaba, no interior de São Paulo. Mas a data não é muito clara. Segundo o historiador Luís da Câmara Cascudo, teria sido criada ainda no século XIX, e chegado ao Rio de Janeiro somente no começo do século XX. Já para o Instituto Brasileiro da Cachaça, a invenção da bebida se deu em 1918 e se popularizado entre os artistas que participaram da Semana de Arte Moderna, em 1922.

___________________________

 

SC NA CÂMARA DA CERVEJA


Lapolli – Abracerva/Reprodução

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento instalou na quarta-feira (30) a Câmara da Cerveja. E o catarinense Carlo Lapolli, presidente da Abracerva, vai coordenar o grupo de trabalho. A intenção do grupo recém-formado é incentivar a diversificação da produção nacional, e também organizar as demandas do setor. Há possibilidade, por exemplo, de direcionar pesquisas para a produção de cevada e lúpulo, e organizar as iniciativas de exportação da bebida.

O setor cervejeiro brasileiro já é o terceiro maior do mundo, com mais de 1.190 empresas registradas e produção de 14 bilhões de litros por ano. Movimenta R$ 100 bilhões por ano (cerca de 2% do PIB) e gera 2,7 milhões de empregos. As outras entidades que participam da Câmara são a Associação Brasileira de Bebidas (Abrabe), a Associação Brasileira da Indústria da Cerveja (CervBrasil) e o Sindicato Nacional da Indústria da Cerveja (Sindicerv).

___________________________

 

DA COR DO CÉU


BEG/Divulgação

Uma criação da destilaria boutique BEG, de Campinas (SP), conquistou o prêmio The Gin Masters 2019, promovido pela revista inglesa The Spirits Business. O gin Modern&Tropical leva infusão de ervilha azul, o que deixa a cor da bebida azulada.

A bebida tem como base o gin tradicional da BEG, que recebe a adição de ervilha azul (blue pea flower), botânicos tradicionais como zimbro, coentro e canela, e também ingredientes pouco usuais, como flor de pitangueira e flor de sabugueiro.

Detalhe: se for consumido puro o gin permanece azul. É que a ervilha mantém a cor no meio alcalino. Porém, ao ser misturada, em meio ácido, ganha tons rosados, criando uma experiência diferente para os consumidores.

___________________________

 

BREJA

Alguns dos maiores nomes do mercado mundial da cerveja movimentam Porto Alegre na próxima semana. Nos dias 05 e 06 tem o Congresso da Cerveja com palestras técnicas no Shopping Total. De 05 a 07 tem a Copa Internacional da Cerveja, com a avaliação de amostras de todo país e da América do Sul. E nos dias 09 e 10, o Festival da Cerveja POA, com apresentação das novidades do mercado ao público gaúcho.

___________________________

 

DESPEDIDA


Passeio São Miguel/Divulgação

A Oktoberfest de Blumenau terminou no domingo (27), mas Balneário Camboriú continua no clima. Até domingo o Passeio São Miguel, complexo gastronômico que fica na Avenida Brasil, realiza a 4ª. edição do “Passeio Bier Fest”. Moradores e turistas são recebidos com música germânica, podem saborear pratos inspirados na culinária alemã (com preços entre R$ 19 e R$ 49), e harmonizar tudo com chopps de sete cervejarias regionais. #FicaDica

Tags:
vinhos cervejas cerveja artesanal drinks destilados whiskey gastronomia portal makingof
Compartilhe: Compartilhe no FacebookCompartilhe no TwitterCompartilhe no Linkedin

Redação Making Of

Comentários

Media Social

Fique por dentro

Receba novidades no seu e-mail!