22.6 C
fpolis
22.6 C
fpolis
quarta-feira, 31 janeiro, 2024

LARANJA NO WHISKY

Últimas notícias
LARANJA NO WHISKY
Jameson/Divulgação

Para os puristas é um atentado. Mas o fato é que o tradicional whisky Jameson também se rendeu à tendência de bebidas mais frutadas e com uma pegada mais jovem. A tradicional destilaria irlandesa está colocando no mercado uma bebida espirituosa inspirada no drink Old Fashioned. O Jameson Orange tem como base o whisky triplamente destilado, com adição de açúcar, laranja, Angostura e casca de laranja. “Procuramos criar um produto que atraísse um público cada vez maior de fãs de destilados aromatizados”, diz Brendan Buckley, diretor de marketing Irish Distillers (pertencente à Pernod Ricard).

O produto com edição limitada está sendo lançado neste momento apenas no Reino Unido e Rússia e chega aos Estados Unidos e outros mercados no ano que vem. O lançamento ocorre de maneira simultânea com outra variante do Jameson: o Lime & Ginger que tem casca de l e notas cítricas no nariz; notas de especiarias, nozes e doces de baunilha no palato; e um final de laranja doce. As bebidas têm teor alcoólico de 30% e podem ser consumidas puro (com gelo e suco de limão/laranja), ou utilizadas em drinks. O preço é de aproximadamente 35 dólares.

_____

EXEMPLO A SER SEGUIDO


Roberto Diziura/Prefeitura de Pinhais

Pinhais, na região metropolitana de Curitiba está investindo em sinalização turística como forma de divulgar a Rota da Cerveja. As 24 placas de trânsito vão orientar os turistas que visitam a cidade e foram custeadas com recursos do Fundo Municipal de Turismo.

“Elas geram curiosidade, auxiliam os visitantes e organizam a atividade turística”, explica a turismóloga Fabiana Moraes Miguel.

A Rota da Cerveja Artesanal de Pinhais foi criada em 2017 por uma lei municipal, com a intenção de incentivar a produção local de cerveja artesanal e promover o turismo regional.

_____

MAIS MEDALHAS


Goose Island/Divulgação

Cervejarias de Jaraguá do Sul, Lauro Muller e Nova Trento foram os destaques catarinenses no World Beer Award, realizado há duas semanas na Inglaterra. E conquistaram, juntas, nove medalhas para o Estado (abaixo). Destaque para a Wild Wanda (Stannis), Outmeal Stout (Al Fero Birrificio) e American Wheat Wine e Carvoeira (Lohn Bier) que asseguraram o título de Country Winner.

A grande vencedora nacional foi a Ambev que somou 54 medalhas de marcas como Lohn, Colorado, Wäls, Bohemia e Goose Island (foto). A lista completa com os resultados nesta primeira etapa está disponível aqui.

 

Para explicar melhor: o World Beer Awards é um concurso cervejeiro um pouco diferente dos demais. O julgamento se dá em duas etapas: a primeira com a definição das melhores cervejas em cada país participante (a chamada Country Winner), de onde saíram as quatro cervejas mencionadas acima. A segunda etapa vai ser realizada a partir do dia 09 de setembro em Londres, quando 200 jurados avaliam as vencedoras de cada país e premiam as melhores.

_____

DIRETO DA ALEMANHA


Jefferson Douglas/Acervo pessoal

Por falar em Ambev, a cervejaria lançou recentemente no Brasil uma das mais tradicionais cervejas alemãs: a Spaten. A Munich Helles é produzida em Munique desde 1397, tem 3,5% de teor alcoólico, 16 IBU (índice de amargor) e chega ao mercado em garrafas de 355 e 600 ml, além de uma lata sleek de 350 ml.

Laura Aguiar, head de conhecimento e cultura cervejeira da Ambev explica que a cerveja tem sabor intenso, “mas na medida, capaz de conquistar não só quem não abre mão de uma cerveja marcante como também quem está acostumado com cervejas mais leves”. A coluna recebeu o kit promocional (foto) e agradece a deferência da Ambev e atenção da Koi Comunicação. 

Avatar photo
Jefferson Douglas da Silva
Jornalista com especialização em Gestão de Marcas, tem mais de 30 anos de experiência em telejornalismo, comunicação corporativa e governamental. Estuda o setor de bebidas desde 1995, tendo formação em coquetelaria (Senac), produção de cerveja artesanal (Escola Superior de Cerveja e Malte) e produção de gin (Inovbev/Esalq). É sommelier de cachaças (Inovbev/Esalq), sommelier de gins (Inovbev/Esalq) e vem se aperfeiçoando no setor de vinhos e espumantes (Enocultura/WSet). Desde 2018 escreve no Portal Making Of sobre ações de marketing do setor de bebidas, curiosidades do mercado (local, nacional e mundial) além de inovações e tendências na área de alcoholic beverages.
Mais notícias para você
Últimas notícias

MDB é o primeiro partido a oficializar o apoio à reeleição de Topázio Neto em Florianópolis

Em setembro de 2023 o MDB estadual organizou um grande encontro no Lira Tênis Clube, em Florianópolis, para confirmar...
.td-module-meta-info { font-family: 'Open Sans','Open Sans Regular',sans-serif; font-size: 14px !important; margin-bottom: 7px; line-height: 1; min-height: 17px; } .td-post-author-name { font-size: 14px !important; font-weight: 700; display: inline-block; position: relative; top: 2px; }