25.8 C
fpolis
25.8 C
fpolis
terça-feira, 30 janeiro, 2024

ROCK & VINHO, VINHO & ROCK

Reprodução/Jordi Cotrina
Últimas notícias

Se o marketing é a alma do negócio, o prêmio de sacada marketeira da década vai para o grupo aí da foto. Os caras conectaram o mundo dos vinhos com rock, conceberam rótulos que brincam com nomes de bandas e músicas de sucesso e, como se não bastasse, criaram embalagem que conectam os dois mundos.

A Wines N´Roses (trocadilho com a banda Guns N´ Roses) fica em Valencia/Espanha, em uma área cercada por oliveiras e amendoeiras, e onde não se empregam agrotóxicos. É lá que o grupo de empreendedores toca um projeto chamado Dark Sides of Grapes (outro trocadilho, inspirado no clássico disco do Pink Floyd).

“Adoramos música. Como o mundo do vinho é muito monótono procuramos valorizar a parte divertida dele através do nosso hobby”, comenta o enólogo Toni Arráez, líder da “banda”.

Reprodução WNR/Divulgação

O resultado: cinco vinhos com nomes que agradam qualquer roqueiro (seja da velha ou nova guarda). A garrafa que homenageia os australianos do AC/DC traz em seu interior um vinho Monastrel (ou Mourdèdre) que tem alto teor alcóolico. O nome, claro, não poderia ser outro: Highway to Hell. Já o vinho elaborado com a uva Garnacha Tintorera, uma casta famosa por sua intensidade, foi batizado Light My Fire – o clássico do The Doors. Para os enófilos/roqueiros ou roqueiros/enófilos há ainda opções como Sympathy For The Devil, inspirado nos The Rolling Stones; Born To Be Wild, by Steppenwolf e o vinho The Final Countdown, nome do sucesso da banda Europe.

Reprodução/Instagram

Ah, e sem contar a embalagem que reúne as cinco garrafas… Quando aberta, a caixa revela a imagem de um saudoso toca disco (foto). A embalagem tem ainda um QR Code com uma ‘track list’ com músicas propostas por Arráez e a sua “troupe”. No perfil da vinícola no Instagram, dá pra entender um pouco mais da proposta da vinícola.

Os empreendedores não explicam como viabilizaram as licenças de uso de marca/imagem. Mas já adiantam que o projeto deve ser ampliado em breve com vinhos inspirados em clássicos de Queen (We Will Rock You), Guns N’ Roses (Sweet Child O’ Mine), entre outros.

A coluna não tem noção da qualidade dos vinhos. Mas em se tratando de marketing é inevitável que essa ação crie uma memória afetiva… Ao ouvir qualquer dessas músicas o consumidor lembra do vinho. E vice-versa. O kit com os 5 clássicos pode ser encontrado pela internet ou na Big Mercearia, em São José (para deixar claro, isso é um serviço não é uma #publi, ok?).

 

A PROPÓSITO…

Reprodução Internet

Várias bandas de rock e até DJs fizeram parcerias para produzir cerveja, cachaça, whisky, rum, gin e vodka, como a coluna já informou. Com vinho não foi diferente… Iron Maiden, Motorhead, Slayer e The Police tem rótulos próprios. Mas há outros bons exemplos.

O AC/DC lançou toda uma linha em parceria com a vinícola australiana Walbunr Estate. São rótulos como o Back in Black Shiraz e o Hells Bell´s Sauvignon Blanc.

O Queen fechou parceria com a argentina Fabre para produção do Millionaire Waltz Malbec. O nome remete a um clássico do álbum A Day at The Races, de 1976.

Já Kiss, The Rolling Stones e Pink Floyd (sim, até eles…) escolheram parceiros na Califórnia.  O The Dark Side of the Moon da foto acima foi produzido em 2007, se esgotou, e ainda não foi relançado. Mick Jagger & Cia lançaram um Merlot chamado Forty Licks, nome da coletânea de 2002. E o Kiss lançou uma linha inteira: Monster Cabernet Sauvignon, Shout Out Chardonnay e o Zin Fire Zinfandel são alguns dos rótulos.

 

INCLUSÃO 

Reprodução Youtube

Quem também aposta em diferenciação no marketing é a Inclusive Wine, de Porto Alegre. O e-commerce se posicionou como uma empresa com propósito. Instalada no bairro Menino Deus, a MEI utiliza as redes sociais para falar de responsabilidade social, diversidade e, claro, vinhos.

O primeiro produto ofertado pela loja virtual, foi um rosè produzido na Serra Gaúcha. Em junho a IW lançou um Pinot Noir elaborado pela Dom Affonso, de Caxias do Sul, e considerado o mais inclusivo do Brasil. O rótulo tem vários elementos de acessibilidade. A fonte é maior, e um QR code que remete a um vídeo com audiodescrição, tradução em libras e legenda, que apresenta os detalhes técnicos do vinho. O trabalho de design é da Snel, de Novo Hamburgo.

 

EDIÇÃO LIMITADA

Reprodução/Instagram

Vinícola argentina Catena Zapata, criou um vinho comemorativo aos 200 anos da independência do Brasil. O Tinto Histórico é um blend de Balbec, Bonarda e Petit Verdot. A edição limitada e traz no rótulo que se trata de “homenaje a mi país Hermano”. O produto mereceu até uma referência de Laura Catena nas redes sociais.

 

ERREJOTA

VBE/Berg Silva/Divulgação

Onze vinícolas catarinenses participaram de um dos principais eventos vinícolas do país. O ViniBraExpo, que ocorre no Rio de Janeiro está na 6ª. edição e reuniu 53 produtores. Na programação, eventos como a final do Prêmio Brasil Sommelier (conquistado por Wesley José Moreira), exposição de produtos e degustações guiadas de vinhos como os brancos de altitude e Sangioveses da Serra Catarinense com Indicação de Procedência.

Quem quiser conhecer melhor o evento pode acessar este link. Como é tradição, nos próximos meses a ViniBra Expo vai apresentar pelas redes sociais a vinícola do ano, as melhores cartas de vinho do país, vinícola revelação, personalidade do ano, os melhores vinhos do evento, e as melhores relações de custo/benefício de castas diversas. Convém ficar atento.

_______

 

CURTAS

  • Vinícola Thera, que teve a loja e wine bar destruídos por um incêndio na primeira semana de agosto, voltou a vender seus produtos. A empresa de Bom Retiro montou uma loja provisória no estacionamento, enquanto estrutura a reconstrução do prédio. A pousada não foi atingida e continua funcionando normalmente.
  • Estão abertas as inscrições para o Prêmio CNA Brasil Artesanal – Cachaça de Alambique. O concurso promovido pela Confederação de Agricultura e Pecuária do Brasil, em parceria com o Sebrae, vai avaliar rótulos de produtores com produção anual superior a 20 mil litros. Inscrições até 31 de agosto pela internet.
  • Cervejaria Brahma lançou uma versão black da Duplo Malte. A Dark Lager é uma edição limitada, produzida exclusivamente para o inverno. Tem notas de tosta, frutas secas, biscoito e caramelo. Em princípio a venda vai se restringir a alguns pontos físicos e pelos canais digitais da empresa, no caso o Empório da Cerveja e o aplicativo Zé Delivery.
Avatar photo
Jefferson Douglas da Silva
Jornalista com especialização em Gestão de Marcas, tem mais de 30 anos de experiência em telejornalismo, comunicação corporativa e governamental. Estuda o setor de bebidas desde 1995, tendo formação em coquetelaria (Senac), produção de cerveja artesanal (Escola Superior de Cerveja e Malte) e produção de gin (Inovbev/Esalq). É sommelier de cachaças (Inovbev/Esalq), sommelier de gins (Inovbev/Esalq) e vem se aperfeiçoando no setor de vinhos e espumantes (Enocultura/WSet). Desde 2018 escreve no Portal Making Of sobre ações de marketing do setor de bebidas, curiosidades do mercado (local, nacional e mundial) além de inovações e tendências na área de alcoholic beverages.
Mais notícias para você
Últimas notícias

Parque temático com aventura pré-histórica é sucesso de público em Florianópolis

Opções de lazer para as crianças se divertirem com segurança? É no Floripa Shopping! O Parque temático Jurassic Land...
.td-module-meta-info { font-family: 'Open Sans','Open Sans Regular',sans-serif; font-size: 14px !important; margin-bottom: 7px; line-height: 1; min-height: 17px; } .td-post-author-name { font-size: 14px !important; font-weight: 700; display: inline-block; position: relative; top: 2px; }